Por pbagora.com.br

A vereadora Raíssa Lacerda está para as eleições assim como o cantor internacional Michael Jagger está para o futebol. É que ambos viram seus favoritos derrotados nas disputas que enfrentaram, chegando a serem tachados de ‘pés frios’, alcunha dada àquela pessoa que não acerta nada.  

Nas eleições estaduais desse ano, por exemplo, Raíssa declarou todos os seus apoios e errou em todos. Para federal, a vereadora pediu votos para Benjamin Maranhão (MDB), que saiu derrotado, amargando apenas uma suplência. Para deputado estadual, Raíssa pediu votos para reeleição de Jullys Roberto, que também emplacou apenas a suplência.

Para o Senado, Raíssa teve seus candidatos Cássio Cunha Lima (PSDB) e Roberto Paulino (MDB) também derrotados, com um na quarta e outro na quinta colocação entre os sete que estavam no páreo.

Para o Governo, não deu outra.

Raíssa apostou em Zé Maranhão, que sequer chegou a alcançar o segundo lugar na disputa.

Nas rodas de conversa já começam a ser feitas piadas com ‘o azar’ dos pitacos da parlamentar. Eleitores de Bolsonaro pedem que a vereadora não diga que vá votar no militar, para não atrair má sorte. Os de Haddad também brincam, afirmando a mesma coisa.

Ao que tudo indica, nesse segundo turno, a torcida é para que a vereadora Raíssa Lacerda permaneça calada.

PB Agora

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vereador denuncia nova manobra para impedir eleições indiretas em Bayeux; veja vídeo

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o vereador de Bayeux Adriano Martins denunciou que a presidência da Câmara Municipal estaria impedindo o acesso dos parlamentares ao plenário da Casa. Veja…

ALPB aprova reforma da previdência; veja como votou cada deputado

Em sessão remota, realizada nesta quarta-feira (12), a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), aprovou por maioria de votos a Reforma da Previdência Estadual. O placar foi de 24 votos a…