Por pbagora.com.br

Embargos de declaração sobre inelegibilidade de Jota Jr voltam a pauta de sessões desta 3ª, no TSE

O Tribunal Superior Eleitoral incluiu na pauta de julgamentos desta terça-feira (22), os embargos de declaração interpostos pelo prefeito de Bayeux, Jota Júnior, contra a decisão do Tribunal que o tornou inelegivel.

A decretação da inelegibilidade do prefeito de Bayeux, Jota Junior (PMDB) foi baseada nas acusações sobre o abuso do poder econômico e político nas eleições de 2006.

Júnior foi condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral por ter cooptado servidores da prefeitura em favor da candidatura do irmão, Carlos Sousa, a deputado estadual nas eleições de 2006. Ele recorreu ao TSE que decidiu rejeitar o recurso e manter a decisão de inelegibilidade do prefeito por três anos a contar da eleição de 2006.

Veja o andamento:

 

E.Dcl. NO(A) RECURSO ORDINÁRIO Nº 1526 ( MINISTRO MARCELO RIBEIRO )
Origem:
JOÃO PESSOA-PB
Resumo:
EMBARGOS DE DECLARAÇÃO OPOSTOS EM FACE DE ACÓRDÃO QUE DESPROVEU RECURSO ORDINÁRIO.

O recurso do prefeito é o penúltimo da pauta desta terça-feira no Tribunal Superior Eleitoral.

 

 

PB Agora

Notícias relacionadas

“O principal fiscal é a consciência”, diz Bruno, sobre restrições em CG

O prefeito Bruno Cunha Lima confirmou na manhã desta sexta-feira, 14, durante entrevista à Rádio CBN, que assina hoje um novo decreto com medidas ainda mais restritivas para a prevenção…

Opinião: Cícero embarca só na reeleição de João ou leva os Ribeiros e o partido?

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas), já teria manifestado incondicional apoio à reeleição do governador João Azevedo (Cidadania). Pelo menos foi o que revelou, com absoluta exclusividade, o…