Por pbagora.com.br

Recém eleito líder do DEM na Câmara dos Deputados, o parlamentar paraibano, Efraim Filho, defendeu, nesta segunda-feira (13), a manutenção da Lava Jato e destacou o êxito da operação em todo país.

“Eu acredito que o patrimônio que a Lava Jato trouxe ao Brasil é irreversível, não tem retorno. Daqui para frente nós temos que conviver com transparência, e com a capacidade de investigação que tem que estar aberta a todos”, disse.

Para ele, a justiça deve permanecer com a capacidade de punir e fiscalizar, indistintamente, deixando para os partidos a responsabilidade de ditar as regras de seu funcionamento, como preconiza a Carta Magna.

“Os partidos políticos não podem estar imunes, agora eles não pode ter controlados o seu funcionamento. A capacidade de punir e de fiscalizar tem que permanecer com a justiça, mas escolher como funciona cabe aos partidos políticos, eu acho que é aí que vai desaguar o final do projeto, coibindo os excessos que possam existir”, defendeu.

A operação Lava Jato é a maior investigação de corrupção e lavagem de dinheiro que o Brasil já teve. Estima-se que o volume de recursos desviados dos cofres da Petrobras, maior estatal do país, esteja na casa de bilhões de reais. Soma-se a isso a expressão econômica e política dos suspeitos de participar do esquema de corrupção que envolve a companhia.

As investigações continuam tanto na 1ª instância quanto no Supremo Tribunal Federal.

 


 

Márcia Dias

PB Agora

Notícias relacionadas

Sem unidade, esquerda pode ficar fora do 2º turno em 2022

O presidente estadual do Partido dos Trabalhadores na Paraíba, Jackson Macedo, disse em entrevista a imprensa que os partidos do chamado campo democrático podem ficar de fora de um possível…

Mesmo sob novo comando, CMCG é criticada por ‘dormir nas suas atribuições’

A mudança de comando na presidência da Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) em nada alterou o andamento do trabalho legislativo. Pelo menos é essa a percepção do vereador Olímpio Oliveira…