Por pbagora.com.br

A polêmica em torno do suposto calote dado pela prefeitura de João Pessoa após “engolir” o mês de janeiro e não efetuar o pagamento do salário de alguns servidores ganhou mais um capítulo nesta sexta-feira (10) e promete ganhar a tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa com o retorno dos trabalhos legislativos.

A garantia foi dada pelo vereador Eduardo Carneiro, do PRTB, que condenou o que classificou de “tentativa de maquiagem” adotada pela gestão Luciano Cartaxo para tentar, segundo ele, esconder o calote dado nos servidores.

O parlamentar ainda colocou em xeque o fato de a PMJP anunciar uma antecipação de salário sem nem mesmo ter efetuado o pagamento do anterior.

“Na realidade ele está querendo mais uma vez maquiar aquilo que ele não conseguiu conter, que é justamente o calote que ele deu aos servidores no mês de janeiro, que trabalharam os 30 dias, e quando foram receber seus salários, não tinha dinheiro na conta e agora quer antecipar um salário sem ter pagado o outro. Como se antecipa o mês subsequente sem ter pagado o mês anterior. Então isso é bem típico dessa gestão esse tipo de maquiagem para tentar enganar os servidores”, disparou.

E continuou: “Sem dúvida nenhuma nossa bancada de oposição está vigilante, vamos cobrar, estamos ansiosos para o início dos trabalhos, justamente denunciando e cobrando esse tipo de atitude da prefeitura. Não é uma questão pontual, são varias, e essa desse calote é uma das”, completou.

Para Carneiro, como já se passou 1/3 do mês de fevereiro, a prefeitura deverá continuar levando o fato em banho Maria até que caia literalmente no esquecimento.
“Nós já estamos no dia 10, eu acredito que ele não pague mais, esse mês foi engolido, acho que foi dado um calote realmente nesse mês de janeiro”, arrematou.


PB Agora

Notícias relacionadas

Em nota, presidente da CMCG esclarece alerta do TCE a respeito de pagamentos previdenciários

Após alerta do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) relacionado a “pagamento de contribuições patronais previdenciárias abaixo da estimativa” pela Câmara Municipal de Campina Grande, o presidente da…

Em 20 dias de mandato, Léo Gadelha já apresentou 16 proposituras na Câmara

O deputado federal Leonardo Gadelha, do PSC, tomou posse no mandato na Câmara em 31 de março  e em apenas 20 dias de mandato já protocolou 16 propostas legislativas. A…