O resultado da consulta feita pelo deputado Zenóbio Toscano
(PSDB) ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) sobre o projeto de lei que
trata da fixação dos subsídios dos Defensores Públicos do Estado será dado
na próxima quinta-feira (9). A relatoria será do conselheiro Flávio Sátyro.

A informação foi dada pelo presidente do TCE, conselheiro Nominando Diniz ao
Defensor Público Geral do Estado, Élson Pessoa de Carvalho, na manhã desta
terça-feira (7) por telefone, uma vez que Nominando está em Brasília para
ser recebido pelo ministro Ayres Britto. A consulta será encaminhada ao
conselheiro Flávio Sátyro, que irá relatar na sessão de quinta-feira.

A consulta ao TCE foi resultado da reunião realizada na última quinta-feira.
entre um grupo de Defensores Públicos e o presidente da Comissão de
Constituição, Justiça e Redação (CCJ), deputado Zenóbio Toscano. Na ocasião,
os membros do Comando de Greve e de entidades representativas de classe, à
exemplo do Sindicato dos Defensores Públicos (Sindesp) e a da Associação dos
Defensores, além do Defensor Público Geral do Estado, Élson Pessoa de
Carvalho, argumentaram que o projeto de lei não é inconstitucional, nem
fere a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), conforme foi dito pelo deputado
Zenóbio Toscano, relator da matéria, em seu parecer dado no âmbito da CCJ.

O deputado Zenóbio Toscano disse que depois do parecer do TCE, o projeto
deverá ser apreciado no próximo dia 16 e deverá ir à plenário provavelmente
no mesmo dia.

 

ALPB

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Tudo vai depender da situação de cada município”, diz Wilson sobre efeitos das mudanças em 2020

Indicado pelo presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, como o coordenador  no Nordeste  responsável pelas eleições municipais de 2020, o deputado federal paraibano e presidente estadual do PTB Wilson Santiago,…

Deputada estadual exonera assessor acusado de assédio

A deputada estadual Doutora Paula (PP) exonerou um de seus assessores, após ele ser acusado de assédio sexual e de divulgar nas redes um vídeo íntimo da mulher assediada. O…