A Paraíba o tempo todo  |

Paraíba reativa Companheiros das Américas

Quem traz esta boa notícia é o executivo Luismar Resende (na foto ao lado***), porta-voz do “Partners of America”, que está se reestruturando aqui no Estado e pode – brevemente – programar um vôo charter (aeronave fretada) para os Estados Unidos, ainda este ano. Tudo começou através de Selma Benevides, coordenadora do programa, que convidou oficialmente para reintegrar-se ao mesmo o executivo Luismar Resende, que desde 1972 fazia parte da coordenação anterior.

*** Nesta foto inédita, exibo o registro histórico ocorrido em Paris (capital francesa) quando ocasionalmente Luismar se encontrou com um dos maiores líderes da história política brasileira, João Amazonas (então presidente do PCdoB e que se encontrava refugiado entre a extinta União Soviética, Tcheco-eslováquia, Polônia e Albânia).

Encontro inusitado na França

O encontro foi registrado pelo seu filho Ulysses de Assis Neto e ocorreu em frente à catedral de Notre Dame, recebendo a comitiva paraibana do líder comunista, logo após se identificarem, um compromisso de almoço no dia seguinte na Maison d’Alsace, localizada nas proximidades dos Champs Elisèes. Na ocasião, João Amazonas estava acompanhado de sua esposa e Luismar, com sua falecida esposa Pompéia e filha dela.

Ligações com líder comunista

Este encontro foi tão marcante que eles chegaram a trocar correspondências por duas oportunidades, as quais serão divulgadas no livro de memórias “Em Busca do Horizonte Fugitivo”, a ser brevemente publicado por Luismar, ainda este ano.

Voltando ao assunto principal

Luismar foi o pioneiro no fretamento de um vôo particular, em 1976, levando diversas personalidades paraibanas para visitar o Estado-Irmão da Paraíba, Connecticut.

Comitiva de políticos e estudantes

Dentre estes paraibanos, podem ser citados o escritor Eilzo Matos, o ex-vice-governador José Lacerda Neto, a deputada estadual Francisca Motta, o atual prefeito municipal de Santa Rita, Marcos Odilon Ribeiro Coutinho, o ex-secretário de Saúde do Estado, médico Geraldo Almeida e Luiz Mota Filho (Químico industrial, foi nomeado interventor federal em Campina Grande, exercendo o cargo de 15 de julho de 1970 a 31 de janeiro de 1973), entre vários outros, totalizando 172 participantes que permaneceram cerca de 15 dias visitando também as cidades de New York, Washington e região adjacente.

Receptividade norte-americana

Muitos desses integrantes se hospedaram em casas de norte-americanos (por livre escolha) enquanto outros optaram por hotéis (como os das redes internacionais Sheraton e Hilton Palace).

Retornando em breve aos States

Embora ainda seja apenas uma proposta inicial, a data prevista para o próximo vôo deverá ser entre os meses de julho e agosto de 2011, uma vez que no hemisfério Norte, nesta época do ano, é verão e sendo assim, não existe risco de intempéries que se registraram há poucos dias em virtude do inverno rigoroso nos Estados Unidos, inclusive provocando o fechamento de vários aeroportos.

Programa reata laços Brasil-EUA

Luismar pretende, agora, retornando ao “Partners of America”, retomar esta modalidade de intercâmbio cultural e turístico entre a Paraíba e Connecticut, que será – sem dúvida – um grande sucesso, como assim foi registrado, neste vôo ocorrido em 1976. Portanto, já está agendada uma reunião do programa para o próximo mês de março, quando a coordenação discutirá as diretrizes e estratégias de ação para todo o ano de 2011.

Vôo charter para Nova Iorque

O pensamento e proposta de Luismar para esta reunião é a de restabelecer o chamado “Vôo da Amizade” da comitiva a ser formada com representantes paraibanos, com os Estados vizinhos de Pernambuco e do Rio Grande do Norte, cujos estados-irmãos nos EUA são a Geórgia e o Maine, respectivamente.

Revelações internacionais

No meu arquivo pessoal, possuo ainda mais duas fotos inéditas de Luismar Resende com o então general Antônio Espínola, quando ele o acompanhou de Portugal aos Estados Unidos para uma reunião de trabalho e uma entrevista coletiva com jornalistas norte-americanos, na qual ele atuou como um dos coordenadores da Press-Meeting (conferência de imprensa, em tradução livre do idioma inglês).

Autobiografia será publicada

A respeito do livro de memórias intitulado “Em Busca do Horizonte Fugitivo”, de autoria de Luismar, ele refere-se ao seu sonho de infância em conhecer o mar, pois, sendo natural de Campina Grande, como todo interiorano – naturalmente – também sonha em conhecer o mar.
O próprio escritor revela esses detalhes:

Chorando em prantos à beira-mar

– Minha mãe, que estava ao meu lado, dizia-me que para alcançar este sonho, só com muito trabalho, estudo e dedicação. Da primeira vez que vislumbrei o mar caí num pranto interminável, visto a sua imensidão, pois não visualizava a outra margem, porém, divisava somente a linha do horizonte. Daí surgiu a idéia em torno do título do livro.

Sem pai, mas no Oriente Médio

– Órfão de pai que faleceu aos 22 anos, deixando-me com apenas dois anos de idade e uma irmã recém-nascida, tive que encontrar o meu próprio caminho e eis que este sonho realizou-se aos meus 20 anos, quando fui convidado pelo então cônsul Noujaim Habib Nacad Al Kouri (já falecido) para visitar o Líbano, o que chegou a ocorrer. Aí, então, senti que além daquela linha imaginária existiam outras, outras e muitas outras…

– As portas estavam abertas para o mundo e o coração para os amigos!

– Cenas dos próximos capítulos e mais emoções só no livro…

Um lindo cartão-postal sonoro

Apenas para deixar o leitor/internauta com gostinho de “quero mais”, curta abaixo a música “Linha do Horizonte”, na interpretação da banda Azimuth, que fez muito sucesso no início dos Anos 70 do século passado, clicando no link abaixo:

http://www.dailymotion.com/swf/video/x6qeka?width=&theme=none&foreground=%23F7FFFD&highlight=%23FFC300&background=%23171D1B&start=&animatedTitle=&iframe=0&additionalInfos=0&autoPlay=0&hideInfos=0

“Linha do Horizonte” (Azimuth, 1970)

É…

Eu vou pro ar

No azul mais lindo

Eu vou morar.

Eu quero um lugar

Que não tenha dono

Qualquer lugar.

Eu…

Quero encontrar

A rosa dos ventos

E me guiar.

Eu quero virar

Pássaro de prata

E só voar.

É…

Aqui onde estou

Esta é minha estrada

Por onde eu vou.

E quando eu cansar

Na linha do horizonte

Eu vou pousar.

PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe