Por pbagora.com.br

Para o cientista político e professor da UFPB, José Henrique Artigas Godoy, um dos motivos da queda do número de eleitores era previsível e se deu, entre outros, por dois fatores: a queda histórica de eleitores nos últimos anos; e, principalmente, o recadastramento biométrico.

 

Outro fator apontado por Artigas é a queda proporcional do número de primeiros votantes, entre 16 e 18 anos, que optaram por não se alistarem, seguindo uma tendência nacional verificada nos últimos três pleitos. “Os jovens estão se afastandoda política eleitoral e isso vem causando queda nas inscrições junto aos TREs e abstenções nas urnas”, afirmou.

 

De acordo com o professor, existia muitos eleitores que já haviam mudado de domicílio eleitoral sem que tivessem alterado seus cadastros, além disso, outros mais deixaram, por desleixo ou desinteresse, de regularizarem suas situações junto ao TRE.

 

Segundo o professor, os indicadores das últimas três eleições são assustadores, os jovens que têm a opção de não votar é cada vez maior em meio à desesperança na política propulsionada nestes últimos anos.

 

 

Redação

Notícias relacionadas

Efraim Filho já conta com apoio de 80 prefeitos e fortalece base na busca pelo Senado

Em entrevista, o deputado federal Efraim Filho revelou que já conta com o apoio de 80 dos 223 prefeitos da Paraíba na busca pela disputa por uma vaga no Senado…

Wilson Filho visita Defensoria e reforça compromisso com a instituição

O defensor público-geral da Paraíba, Ricardo Barros, e a subdefensora pública-geral,  Madalena Abrantes, receberam nesta quinta-feira (13), na Sede da Defensoria Pública do Estado (DPE-PB), a visita do deputado estadual…