A Paraíba o tempo todo  |

Pedro Cunha Lima contesta decisão judicial sobre fechamento de escolas

O deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) considerou incoerente o novo decreto publicado pela Prefeitura de João Pessoa que suspendeu a realização de aulas presenciais na cidade. A decisão foi motivada pelo aumento dos casos de Covid-19 no Estado e passa a valer a partir desta quarta-feira (25) na Capital.

“É uma grande incoerência. Outros estabelecimentos que promovem ainda mais riscos de disseminação do vírus estão abertos, com o argumento do prejuízo econômico, mas essa decisão não leva em conta o prejuízo educacional de se manter uma escola fechada. Não faz sentido apenas a Educação ser afetada dessa forma”, pontuou.

Presidente da Comissão da Educação na Câmara dos Deputados, Pedro se mostra preocupado com o fato de não haver previsão para o retorno das aulas presenciais no Estado. Ele defende que seja estabelecido soluções práticas para a rotina de ensino dos jovens que estão limitados a terem aulas de forma online.

“Se não é possível aulas presenciais, que as gestões invistam em maneiras criativas para que alunos se mantenham motivados durante esse processo. Que professores também tenham condições de ensinar à distância e sejam valorizados nesse momento”, ressaltou.

Pedro destaca que é preciso coerência das autoridades nas decisões que se referem ao funcionamento de estabelecimentos para que nem estudantes sejam prejudicados, nem a população seja afetada negativamente pelo funcionamento de espaços com aglomerações.

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, a Paraíba tem mais de 142,5 mil casos de coronavírus e mais de três mil mortes pela doença.

 

Redação com Assessoria

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      9
      Compartilhe