CONTORCIONISMO: apoio a palanque duplo pode colocar reeleição de dois deputados federias da PB em xeque

A indecisão sobre o apoio político na disputa nacional em 2014 pode colocar em risco o projeto de reeleição de dois deputados federais paraibanos, são eles: Efraim Filho (DEM) e Luiz Couto (PT).

Com um partido em franco declínio em âmbito nacional, o deputado federal Efraim Filho convive com a dualidade do discurso em torno de um palanque nacional, já que o DEM trabalha para emplacar a vice de Aécio Neves (PSDB) na disputa pela presidência da República, enquanto que, no âmbito estadual, a legenda sobrevive graças à parceria com o PSB na Paraíba.

Quando indagado sobre quem vai apoiar em 2014, na disputa nacional, se Aécio Neves, que poderá ter como vice o DEM, ou Eduardo Campos, do PSB, candidato apoiado pelo Governo Ricardo Coutinho, Efraim Filho dá um drible e foge do questionamento ‘como o diabo foge da cruz’.

A resposta do democrata paraibano é sempre evasiva, incompleta e bastante temerosa. É que sua decisão também pode interferir diretamente em seu projeto de reeleição a um mandato na Câmara Federal. Em 2014, Efraim Filho disputa sua terceira eleição. Atualmente o democrata exerce o seu segundo mandato na Câmara Federal, sendo o único do partido com representação na bancada da Paraíba.

Além do enfraquecimento da legenda, o deputado teme ter ainda mais complicações na sua reeleição em todas as suas bases, pois seu posicionamento pode atrapalhar diretamente no seu projeto político para as eleições do ano que vem.

""
Na Paraíba o DEM tenta sobreviver politicamente ao lado do PSB de Ricardo Coutinho, já no campo nacional sonha em ser o vice de Aécio Neves, reeditando a chapa PSDB/DEM com Serra e Índio Costa firmada em 2010.

Até agora, o rumo que Efraim Filho irá tomar segue como um jogo de xadrez, em que qualquer jogada pode culminar em um xeque mate eleitoral.
Essa semana Campos foi á Paraíba, mas nem Efraim Morais, secretário de RC e tampouco Efraim Filho foram vistos.

Situação semelhante vive o deputado federal Luiz Couto (PT), que reza a cartilha de Dilma Rousseff no âmbito nacional e integra o Governo Ricardo Coutinho (PSB) no âmbito estadual.

Pesa contra Couto ainda a decisão da executiva estadual do PT, que determinou que o partido entregue todos os cargos no Governo do PSB sob pena de infidelidade partidária.

"" 

Henrique Lima/ Márcia Dias


PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Julian diz que informação sobre lista negra de Bolsonaro é ‘fake news’ e critica jornal

O deputado federal Julian Lemos, após o Jornal O Globo afirmar que ele estaria ‘numa lista negra’ do presidente da República Jair Bolsonaro, afirmou que a informação é uma ‘fake…

Governo promove de 21 e 25 deste mês o 14º Mutirão de Renegociação de Dívidas em Campina

Entre os dias 21 e 25 de Outubro, Campina Grande irá receber o 14º Mutirão de Renegociação de Dívidas, uma iniciativa do Governo do Estado da Paraíba, através do PROCON…