O PT reúne sua Executiva dia 9 de março para tomar providências em relação à campanha presidencial de Dilma Rousseff, informa o “Painel” da Folha, editado por Renata Lo Prete (a íntegra está disponível apenas para assinantes do jornal e do UOL).

 

Segundo a coluna, o partido vai criar uma estrutura para triar as dezenas de pedidos de visitas da ministra aos Estados. O PT já decidiu também contratar uma pesquisa nacional de opinião para avaliar o grau de conhecimento sobre Dilma nas várias regiões do país.

 

A Folha informa que a atitude pró-ativa reflete um incômodo da máquina partidária com o surgimento de “coordenadores informais” da campanha: os ex-prefeitos Fernando Pimentel (BH), Marta Suplicy (SP) e João Paulo (Recife).

 

“Desconhecemos a existência de qualquer coordenador regional. Por que em Minas, por exemplo, não pode ser outro?”, questionou o tesoureiro Paulo Ferreira.

 

Folha Online

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“Ou acompanha o governador ou pede para sair” diz secretário sobre cargos no governo

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, declarou durante entrevista a uma emissora de rádio paraibana que ainda não definiu para qual partido ao qual deverá se filiar após…

Aguinaldo destaca relação respeitosa com João, mas descarta parceria política

O deputado federal e líder da maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP), não acredita na proximidade do seu grupo político com o do governador da Paraíba, João Azevêdo (sem partido)…