Por pbagora.com.br

A culpa dos constantes aumentos dos combustíveis não é do ICMS, mas da política praticada pela Petrobras que vincula aos aumentos ao mercado internacional, ao dólar. A afirmação é do governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadadania) ao reagir às insinuações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), de que os estados deveriam reduzir o valor do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias (ICMS) sobre os combustíveis, como forma de baratear os preços.

OUÇA

As declarações do govenador repercutiram em entrevista ao programa Arapuan Verdade na tarde desta sexta-feira (12).

 

PB Agora

 

Notícias relacionadas

Pesquisador analisa efeito do fim das coligações que deve extinguir siglas

As eleições municipais do ano passado marcaram o fim das coligações entre partidos para a escolha dos vereadores. A medida, estabelecida pela emenda constitucional 97/2017, enfraqueceu e até representar o…

Campina limita funcionamento de bares, restaurantes e lojas de conveniência

A prefeitura de Campina Grande, no Agreste da Paraíba, confirmou que haverá redução no horário de funcionamento de bares e restaurantes do município. A medida acontece em razão do avanço…