A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) discutiu, nesta terça-feira (10), o Projeto de Lei Complementar que prevê mudanças no sistema previdenciário dos servidores do Estado, mas a deputada oposicionista Camila Toscano (PSDB) pediu vistas, o que adiou a aprovação do Projeto.

De acordo com a parlamentar, a bancada de oposição se posicionou por estender as discussões, para que o projeto não seja votado ainda esse ano.

“Não queremos votar esse ano, há muita coisa que vai modificar, há muita coisa que vai prejudicar os servidores. Aumenta tempo de contribuição, aumenta a idade… há aumento de alíquota, não há progressão, uma série de questões que merecem ser debatidas”, disse.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Prefeito interino de Patos deixa MDB após Dinaldinho ingressar na legenda

O prefeito interino de Patos, Ivanes Lacerda, decidiu deixar os quadros do MDB paraibano após o partido filiar o prefeito afastado Dinaldinho Wanderley em seus quadros. A nova casa do…

Romero afirma que discussões políticas perderam força

A pandemia do novo coronavírus, enterrou temporariamente as discussões políticas. Pelo menos é o que pensa o prefeito Romero Rodrigues (PSD). em entrevista concedida à rádio Caturité FM, Romero foi…