Por pbagora.com.br

A bancada de Oposição ao Governo Maranhão III na Assembléia Legislativa já fechou questão: em qualquer hipótese, é inegociável a aprovação de projeto para ampliação do número de desembargadores no Tribunal de Justiça da Paraíba. A decisão foi tomada nesta quarta-feira e será adotada como uma postura coesa dos partidos que formam a base política aliada ao ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB).

De acordo com o deputado Manoel Ludgério Neto (PDT), líder da Oposição, não existe o menor sentido de, numa conjuntura difícil e dramática em que se encontram as contas da Paraíba, por conta da crise econômica mundial, se permitir que sejam criados, no mínimo, mais quatro cargos de desembargadores no Tribunal de Justiça do Estado. “É um acinte, falta de bom senso e uma total falta de respeito ao dinheiro do contribuinte esse tipo de manobra de bastidor, por parte do Governo Maranhão III”, desabafou Ludgério.

A aprovação de projeto de lei alterando a estrutura administrativa de qualquer Poder no Estado passa necessariamente pelo crivo da Assembléia Legislativa. A bancada de Oposição conta com 20 dos 36 parlamentares da Casa.

Até o momento, a Associação dos Magistrados da Paraíba está assumindo a bandeira em defesa da criação de novos cargos. Dentro do Tribunal de Justiça ainda nenhum desembargador ainda se manifestou publicamente, mas já se evidencia articulações nesse sentido. A vice-presidente do TJPB, Maria de Fátima Bezerra Cavalcanti, primeira-dama do Estado, está na linha de frente da discussão.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise – A ideia de Ricardo Barbosa é muito boa e deveria ser adotada em território nacional

A ideia do deputado estadual Ricardo Barbosa, de impor restrições de direitos àqueles que não tomarem a vacina contra o coronavírus é ótima. Das melhores, dentre tantas outras que vieram…

Opinião: a maldade das fake news implantadas por Bolsonaro, a vacina e a luta pela vida de Maranhão

“O senador José Maranhão (MDB) faleceu”. Essa “fantasia” maléfica hoje chamada de fake news é um exemplo clássico das notícias falsas, em bom português. E a do emedebista causou dor…