Por pbagora.com.br

Qualquer prognóstico acerca dos resultados a emanar das urnas na eleição para prefeito de João Pessoa não será digno de crédito, tamanha a indefinição do quadro sucessório, no que pese se constatar, desde agora que algumas candidaturas já nasceram natimortas.

Mesmo supondo serem verdadeiros os resultados da pesquisa mais recente sobre a sucessão municipal divulgada pelo Ibope, além do clima político que se percebe na cidade, nem assim é possível se fazer prognósticos com um mínimo de segurança.

Nulos e brancos

Tomando como base a pesquisa do Ibope, só o percentual de votos nulos e brancos verificado pela pesquisa (20%) bate qualquer um dos quatro primeiros colocados. Sem falar, em mais 8% que não responderam. Só esses 8% superam os percentuais alcançados por outros cincos candidatos mais votados: Ruy Carneiro, Edilma Freire, Raoni, Anísio Maia e João Almeida.

Estes números mostram que dentro dos prognósticos possíveis de se arriscar está o de uma reviravolta nos números até agora aferidos pelos quatro primeiros colocados que são pela ordem: Cícero Lucena (18%); Nilvan Ferreira (15%); Ricardo Coutinho (12%); e Wallber Virgolino (10%).

Ainda com relação à pesquisa do Ibope, é preciso lembrar que, quando foi lançada, Ricardo Coutinho havia acabado de se definir por ser candidato e ainda estava garroteado pelas medidas cautelares que o impediram até de participação em importantes debates.

Mas o fator que mais concorre para uma eventual mudança na preferência ou na definição dos eleitores não se limita a chegada de Ricardo Coutinho à raia da disputa, mas, sobretudo, o altíssimo percentual de eleitores que estão inclinados ao voto nulo, branco ou os indecisos, que podem mudar radicalmente de ideia ao longo dos trinta e poucos dias que nos separam do pleito.

Serraria

A minha terra natal, Serraria, que considero o centro do universo, completou nesta terça-feira (13) 123 anos de emancipação política. O acontecimento foi comemorado em grande estilo, mas com muita cautela, obedecendo todas as normas determinadas pelas autoridades sanitárias, por precaução contra o coronavírus.

Caladinhos

É notório que há uma quantidade grande de eleitores silenciosos. Estes, mais os indecisos podem ser os responsáveis por eventuais mudanças radicais.

 

Wellington Farias

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Alvo da Calvário, RC diz que operação foi armação para lhe excluir da política

“Nunca recebi nada de ninguém e tenho como provar a minha inocência”. A declaração foi dada nesta terça-feira (07), durante entrevista, pelo ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, do PSB. Segundo…

Sintab: Ana assina compromisso com os servidores e confirma criação da Mesa de Negociação Permanente com o sindicato

“Juntos, Podemos mais…” essa é a opinião da candidata à prefeita de Campina Grande, Ana Cláudia (Podemos-19), ao destacar seu compromisso com os servidores públicos de Campina Grande, em debate…