O processo eleitoral em João Pessoa vem ganhando novos contornos, nos quais novidades surgem diariamente, tornando imprevisível o resultado final daquele que vai sagrar-se vencedor na disputa pela prefeitura da Capital.

Fatos relevantes vêm acontecendo, e ao longo da semana que passou dois eventos marcaram de forma substancial o cenário do maior colégio eleitoral da Paraíba. O primeiro foi o ingresso do radialista Nilvan Ferreira nas hostes do MDB, sendo respaldado pelo PSL.

Nilvan não só ingressou na sigla emedebista, mas entrou nas águas de batismo na condição de pré-candidato a prefeito da Capital. Respaldado pelo presidente estadual da legenda, o decano senador José Maranhão, e pelo vice-presidente nacional do PSL, deputado federal Julian Lemos, o radialista “herdou” um aporte político e uma macroestrutura que o fortalece nos embates eleitorais que virão.

Além de Nilvan Ferreira outro personagem foi destaque no cenário político paraibano. Falo do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) que, ao longo da entrevista concedida ao experiente jornalista Antônio Malvino, na última sexta-feira, utilizando o microfone da Rádio Sanhauá, deixou no ar, literalmente, a possibilidade de ser outro postulante de grande força eleitoral a prefeito de João Pessoa.

O ex-governador entende suas diversas complicações jurídicas, mas em tom enfático afirmou que provaria sua inocência relativa a todas as acusações que pesam contra sua pessoa expostas pela Operação Calvário. Bem, fato é que Nilvan Ferreira e Ricardo Coutinho deram um gosto especial ao processo eleitoral que está apenas começando, observando que outros capítulos desse folhetim virão com fortes cenas regadas à mais pura emoção.

Eliabe Castor
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cícero Lucena revela que cogitou disputar Prefeitura de João Pessoa

Longe da política, o ex-senador da Paraíba, Cícero Lucena (PP), revelou em entrevista que cogitou a possibilidade de retornar à vida pública, após deixar o PSDB e filiar-se ao Partido…

Opinião: 3ª cidade mais rica da PB, Cabedelo apresenta cenário de miséria com renda per capita de meio salário mínimo

O município de Cabedelo tem aproximadamente 68 mil habitantes, dos quais 39.2% da população recebe, apenas, um rendimento médio de meio salário mínimo por pessoa a cada domicílio, segundo dados…