O deputado estadual Wallber Virgolino (Patriotas) tem tudo para realizar um grande mandato. Tem potencial, arriscaria dizer, para se tornar destaque no campo das oposições. Mas está deixando escorrer pelo ralo esta preciosa chance de se revelar como parlamentar.

 Wallber Virgolino tem boas qualidades: é uma pessoa reconhecidamente séria; com toda a certeza um dos poucos políticos da Paraíba que se elegeram sem comprar votos, é destemido, tem ficha limpa. No entanto, corre sério risco de entrar para o folclore da política paraibana, a menos que dê uma guinada de 360 graus nos rumos que o seu mandato está tomando.

Mais que isso: além de poder entrar para o folclore político, também corre o risco de se inserir na enorme lista de parlamentares de um mandato só.

Foi motivo até de risadas, por exemplo, um projeto de autoria do deputado propondo a concessão de abatimento nos preços das refeições nos restaurantes para aqueles que se submeteram à cirurgia bariátrica.

Em outro momento, numa entrevista que concedeu, Virgolino chamou o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), seu adversário, para um duelo à moda da idade média: “Escolha o lugar e as armas para a gente se encontrar”, afirmou o deputado.

Ora, tem cabimento algum, nos tempos de hoje, chamar-se adversário a campo de arma em punho?

A nova

Como se não bastasse, o deputado agora quer que a Assembleia Legislativa da Paraíba casse o título de Cidadão Paraibano concedido ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, um dos melhores presidentes que este País já teve; que deu vez e voz ao Nordeste e à Paraíba, além de ser, mesmo dentro da cadeia, um dos maiores líderes da América Latina, senão o maior.

Ao mesmo tempo, Wallber Virgolino quer que a Assembleia da Paraíba conceda o título de Cidadão Paraibano ao vice-presidente da República, o general Mourão, que nunca prestou serviço nenhum ao Estado da Paraíba e talvez nunca nem tenha estado aqui.

E mais: quer que também seja concedida a mesma honraria ao ministro da Justiça, Sergio Moro, aquele que prendeu Lula e, depois que o adversário dele (Jair Bolsonaro) foi eleito, o levou para o primeiro escalão do governo com o compromisso já declarado de indicá-lo para o Supremo Tribunal Federal.

Alguém pode me dizer que diabos Moro já fez pela Paraíba?

Alguém precisa avisar ao deputado que ele está deixando passar desapercebido grandes problemas que a Paraíba enfrenta e que precisa ser levado ao plenário da Casa de Epitácio Pessoa. Muitos deles, inerentes à sua própria categoria e outras afins, como os policiais militares que gemem de necessidade com os míseros salários que ganham…

Fica a dica…

 

Wellington Farias

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PB Agora/Datavox: sem Manoel Jr, Lucas Romão lidera disputa em Pedras de Fogo

Em um cenário sem o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (SD), o secretário de Infraestrutura Lucas Romão aparece como líder da pesquisa de intenção de voto, realizada pelo Instituto…

Acusado de assinar por senador, deputado da PB dispara: “Assinaria de novo”

O aumento para R$ 4 bilhões na proposta orçamentária de 2020 no Congresso, do Fundo Eleitoral, além de chamar a atenção pela alta quantia, também vem causando entreveros que incluem…