A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: imprensa livre depois de Ricardo Coutinho

O colunista do PB Agora Daniel Targino destacou mudanças na forma de se fazer comunicação no Estado. Aguçando a percepção dos leitores, Targino levanta o questionamento: “Percebe-se que a imprensa está mais livre após a chegada do grupo ricardista ao poder?”.

No decorrer de sua análise, Daniel prova que é perceptível a diferença entre “o antes e o depois” da mudança de gestão, em decorrência da nova postura adotada pela Secretaria de Comunicação do Estado.

Confira na íntegra a coluna

Uma postura independente. Alguns analistas e políticos estão estranhando a postura que vem sendo adotada pelo Sistema Paraíba de Comunicação. No período eleitoral os editoriais dos jornais adotaram uma postura de apoio ao candidato, na época, Ricardo Coutinho (PSB). Agora, com a vitória do candidato a posição deveria ser de apoio ao atual governador, mas isso não está ocorrendo. O que acontece?

Nas reportagens veiculadas nos últimos dias podemos perceber a postura mais independente. Os editoriais dos jornais deixam claro que o apoio que antes existia agora se transformou. Uma independência ou um racha entre o meio de comunicação e o atual governador do Estado.

Essa postura pode ser vista como uma estratégia de sobrevivência ou a intenção de ser o preterido do Governo do Estado?

O secretário de Comunicação Institucional em recente declaração na imprensa disse que o Governo do Estado vai adotar uma política clara com todos os meios de comunicação.

Mas Nonato Bandeira na entrevista deixou bem claro que todos os veículos serão tratados da mesma maneira, sem distinção. Ele mandou um recado para os donos desses veículos. Teremos uma política clara. Queremos ser respeitados e vamos respeitar os veículos. “Não trabalhamos com caça as bruxas, mas também nós queremos ver uma comunicação que informe corretamente e não coloque a população contra governo”.

 

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe