Por pbagora.com.br

A presidente estadual do PCdoB da Paraíba silenciou após a repercussão de que teria rejeitado um convite do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) para ocupar a vice na chapa pela disputa pela prefeitura de João Pessoa. A dirigente ‘se fechou em copas’ e, assim como o presidente estadual do PT, Jackson Macêdo, adotou o silêncio como resposta.

Mas, em comparação à condição do petista, a situação de Gregória ainda é pior. Isso porque após a repercussão de sua negativa para aceitar a vice, estaria ela agora sujeita a admitir que rejeitou o convite e receber a retaliação pública do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB).

A coluna recebeu a informação de uma fonte ligada ao ex-governador de que ele não teria ficado nada satisfeito com a negativa ao suposto convite e estaria apenas aguardando o pronunciamento público de Benário em algum meio de comunicação para desmenti-la. Eu diria, desmoralizá-la.

“A gente até quer pegar ela dizendo, pra Ricardo responder – eu lhe convidei aonde”, disse a fonte ao PB Agora.

O fato é que desde a noite de ontem que a reportagem do PB Agora tenta, sem sucesso, uma declaração da comunista. Ela não fala, não atende às nossas ligações nem responde às mensagens via whatsapp.

Afinal, Gregória foi mesmo convidada para ser vice e negou? Ou sequer ela foi convidada? O bom jornalismo busca respostas, mas justamente àqueles que se intitulam como integrantes do campo democrático é que se negam a democratizar a informação.

POR OUTRO LADO

Enquanto Gregória cala, Anísio faz questão de falar não apenas por ele, mas também pelo PCdoB. Em entrevista nesta segunda-feira (21) o petista revelou que existe um acordo entre os dois partidos para que nenhum filiado do campo democrático suba no palanque de Ricardo Coutinho nas eleições desse ano. Anísio disse que Ricardo acabou com o PSB e agora quer acabar com o PT.

“Pelo comportamento do senhor Ricardo Coutinho, pela forma arrogante, prepotente, nós não temos condições de apoia-lo. Não é Anísio Maia, eu não falo por mim, eu represento o meu partido e os filiados das duas chapas (PT e PCdoB)”

VOO SOLO

Ainda segundo Anísio, já que Ricardo Coutinho acredita que sozinho é o melhor nome, deveria fazer um voo solo e dar a cara na disputa.

“Se essa pessoa é tão popular tem tanto apelo no campo popular tem que roubar uma legenda para disputar? Porque se fosse uma pessoa acima de qualquer questão saia sozinho, enfrentava e ganhava. Por que fica fazendo esses artifícios querendo derrubar o outro partido?”, frisou.

MAMÃE EU QUERO

Apesar das adversidades, o ex-presidente do PT, Antônio Barbosa encontra no imbróglio uma oportunidade. Enquanto muitos rejeitam o posto de vice na chapa de Coutinho, ele muda o cenário e avisa que está à disposição para encarar o desafio e espera que a cúpula nacional do PT referende seu nome para concretizar a chapa PSB/PT na disputa pela sucessão na Capital, no embalar do ‘mamãe eu quero’.

 

Márcia Dias

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Prefeito de Juazeirinho renuncia candidatura e anuncia vice no seu lugar

Após indeferimento do registro de sua candidatura, o prefeito de Juazeirinho, Bevilacqua Matias (Avante) anunciou no início da tarde deste sábado (24), durante entrevista na Rádio Juazeiro FM, a renúncia…

Ministério Público Eleitoral denuncia Bolinha por injúria contra Romero

A promotora de Justiça Luciara Lima Simeão Mourão, do Ministério Público Eleitoral, ofereceu denúncia contra o candidato a prefeito Artur Bolinha (PSL), da Coligação É Hora de Uma Nova História,…