Por pbagora.com.br

No momento atual em que começa, gradativamente, a definição do quadro sucessório para a disputa das eleições municipais, dos 16 pré-candidatos à Prefeitura de João Pessoa, Cícero Lucena é que pode vislumbrar um cenário cada vez mais favorável à sua pretensão política.

Além do histórico e do recall que já tem, Cícero Lucena tem o apoio de um grupo forte que está cada vez mais ganhando musculatura na política da Paraíba, os Ribeiros; poderá ter ao que tudo indica o apoio do governador João Azevêdo, sem falar num monte de cacareco que vai desistir de suas pretensões, podendo apoiá-lo.

Os demais

De todos os outros postulantes à sucessão do prefeito Luciano Cartaxo, nenhum tem o horizonte mais favorável do que Cícero Lucena. Outra força poderosa seria o PSB sob a orientação do ex-governador Ricardo Coutinho. Mas o projeto do PSB, pelo menos até agora, está indefinido, é uma incógnita. Não se sabe se Ricardo é pré-candidato, se será a companheira dele, Amanda Rodrigues, ou se a escolha vai recair sobre Gervásio Maia.

Metamorfose política

Nilvan Ferreira – que vinha sendo apontado o cocada preta da política, como o novo fenômeno da política pessoense – pode ter perdido o prumo caindo nas malhas das velhas raposas do MDB. Este fato frustrou a expectativa de uma fatia de eleitores que acreditavam no seu discurso, notoriamente bolsonarista, se dizendo diferente da política convencional e viciada, mas que terminou nos braços das figuras mais carimbadas da política paraibana, numa flagrante contradição ideológica.

Como se não bastasse o poço de contradição em que Nilvan se transformou quando caiu na lábia de Zé Maranhão, o partido a que ele se filiou (MDB) não move uma palha no sentido de fortalecer a pré-candidatura do nome que optou por apresentar ao eleitorado.

José Maranhão (presidente do MDB) dá a entender que a pré-candidatura de Nilvan à Prefeitura de João Pessoa não é prego batido e ponta virada. Zé de Beija tem conversado com Deus e o mundo, sobretudo com os principais adversários de Nilvan, para tratar de política. E aí vem a pergunta que não quer calar: Estaria Maranhão negociando a cabeça de chapa? Em que termos ele toparia negociar, Nilvan indo pra vice de alguém ou sendo escanteado de última hora?

Afinal, alguém acredita mesmo que Maranhão conversou com Cícero Lucena tentando convencê-lo a ser vice de Nilvan?

Tudo o que foi lido acima se baseia nos fatos atuais da política. Tudo pode mudar. Por exemplo: Se Cícero se mantiver inelegível, muda muita coisa; se Ricardo não puder ser candidato; muda muito mais. E, aí, o jogo estaria zerado.

 

Wellington Farias

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mesmo com ações na Câmara e no MP, prefeitura de Cuité descumpre TAC e não nomeia aprovados em concurso

Mesmo com ação na Câmara Municipal protocolada  no Ministério Público, a prefeitura de Cuité deixou  de convocar os concursados aprovados no último certame público realizado no município. Os vereadores da…

Ruy quer construir SAMU e Hospital Veterinário em João Pessoa

Tendo o bem-estar animal como uma das pautas de seu plano de governo, o candidato à prefeitura de João Pessoa, Ruy Carneiro, pretende construir um hospital e um SAMU veterinário,…