O panelaço contra o governo do presidente Jair Messias Bolsonaro já começou. Aliás, foi antecipado em 24 horas: estava previsto para as 20h30 desta quarta-feira (18), mas nos grandes centros começou ontem à mesma hora.

O curioso é que boa parte dos paneleiros de agora é a mesma que amassou parte dos seus utensílios de cozinha para derrubar o governo da Presidente Dilma; que atendeu aos acenos do ridículo pato amarelo da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp) e foi para as passeatas da nobreza, de verde e amarelo, pensando que já pertencia à classe dos ricos.

Mais do que curioso, é irônico. E tem – aos milhares – gente da classe média que não bateu panelas, finge que não concorda, mas na verdade esconde o seu tremendo arrependimento de haver contribuído para que o nosso País, que vinha numa situação muito privilegiada, com destaque até no cenário internacional, chegasse ao ponto a que chegou: voltar a ser quase uma republiqueta de bananas, ridicularizada mundo a fora.

Arrependidos
O bloco dos arrependidos de elite e de intelectuais é o mais numeroso e frenético. Com destaque para gente como Janaina Paschoal, a alvoroçada advogada que deu chiliques na defesa do impeachment de Dilma; o ex-ator pornô Alexandre Frota e o roqueiro Lobão.

Janaina Paschoal e, principalmente, Alexandre Frota, até que dá para entender o papel ridículo que desempenharam no processo que foi do impeachment de Dilma até a eleição do “mitttoooo!” Jair Messias Bolsonaro.

O roqueiro
Agora, Lobãaaoo!! Roqueiro, razoavelmente preparado, jovem artista de quem se espera atitudes progressistas, engajou-se e ajudou muiiitoooo a eleição do “mittoooo!”.

Claro que Lobão não pode dizer que foi enganado. Sabia onde estava pisando. Juntou-se a Olavo de Carvalho numa empreitada de extrema-direita e, sobretudo, antipetista.

O que não fica claro é por quais cargas d’água Lobão deu essa guinada contra Bolsonaro e Olavo de Carvalho que, depois de tudo isso, recentemente declarou que nunca ouviu uma música de quem hoje ele chama de Lobostão.

Enganados, nada
Aliás, nem Lobão, nem Janaina, nem Frota, nem qualquer um dessa turma, pode se dizer enganados de nada. Quando apoiaram o então pré-candidato à Presidência, Jair Messias Bolsonaro, ele já tinha dito para uma mulher que não a estupraria porque ela não merecia; que se eleito mataria uns 30 mil e fecharia o Congresso Nacional, que não serve pra nada.

Não serve, segundo ele, que passou 28 anos ali dentro sem qualquer serventia para o País.

 

Wellington Farias

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Mesmo sem confirmação de apoio, ex-deputado revela que conversas com Romero e Cássio definiram sua ida para o PSD

Após ter decidido se filiar ao PSD, o ex-deputado estadual Bruno Cunha Lima, pré-candidato à Prefeitura Municipal de Campina Grande, relatou que o motivo que o fez escolher o partido…

Veneziano propõe projetos para minimizar efeitos de pandemia no Brasil

Empenhado em ajudar a conter o avanço do novo coronavírus, o Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) apresentou dois Projetos de Lei que minimizam os efeitos da Covid 19. O…