A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: Cícero precisa chamar o feito à ordem; população padece da falta de ônibus

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, precisa chamar o feito à ordem no setor de transportes públicos. A população só reclama da redução drástica do número de ônibus em circulação nas linhas da Capital, segundo pode se verificar nos programas diários de rádio.
É compreensível, sim, que a frota tenha sido reduzida em função da queda drástica da demanda de passageiros face à pandemia do coronavírus. Mas se faz necessário que haja uma reposição de carros na mesma proporção do aumento da demanda.


O que está acontecendo: com a vacinação, caiu drasticamente o número de contaminados ou pacientes com a Covid-19, de modo que a demanda de passageiros voltou praticamente à normalidade.


Entretanto, várias linhas que foram desativadas durante este período não voltaram à normalidade.


O prefeito Cícero precisa entender que esta turma de empresários do setor de transportes não dá nó em pingo d’água: está pouco de incomodando com o que a população passa desde que obtenham lucros cada vez mais.


Em várias regiões de João Pessoa mais que reduzido o número de carros, também foram subtraídas linhas que não voltaram mais a ser ativadas, prejudicando centenas de usuários.

Pro Senado


Está cada vez mais evidente que o governador João Azevêdo prefere o deputado Aguinaldo Ribeiro para compor a sua chapa na condição de candidato a senador.
As aparições de Aguinaldo junto do governador paraibano estão cada vez mais frequentes. A última foi na quinta-feira (18) durante uma solenidade oficial em Jacumã.

Energia Limpa


Especialistas alertam: na Paraíba, as grandes usinas e parques eólicos podem acelerar o processo de desertificação de determinadas áreas, além de causar morte de animais e destruição de vegetação nativa.


O assuntou foi exaustivamente discutido na Assembléia Lergislativa do Estado, nesta sexta-feira (19), que realizou audiência pública por videoconferência para discutir os impactos causados pelas energias renováveis, a pedido da deputada Cida Ramos e Estela Bezerra.
Os debatedores, entretanto, reafirmaram que as energias renováveis são reconhecidamente limpas por não necessitarem de processos artificiais que resultam em prejuízo para o meio ambiente.

PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe