A Paraíba o tempo todo  |

Opinião: Cássio não compareceu à reunião das oposições. Será que não aposta no projeto?

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A ausência da senadora Daniela Ribeiro na reunião das oposições – que mais parecia o bloco de Bolsonaro na Paraíba – não só foi notada, como bastante comentada. Interpretada pela maioria dos analistas como sendo uma prova de que os Ribeiros não irão para o campo adversário a João Azevêdo.

Mas teve outra ausência importante nesta mesma reunião: a do ex-governador e ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB).

O deputado Pedro Cunha Lima, filho de Cássio, compareceu à reunião. E daí?! Não é a mesma coisa. Mesmo com mandato, Pedro não tem o peso político de Cássio, estando este com ou sem mandato.

A presença de Cássio Cunha Lima agregaria ao evento mais importância política e repercussão. Também seria uma demonstração de que o Grupo Cunha Lima está cem por cento, não só com as oposições, mas com o bolsonarismo na Paraíba.

Também não vale o argumento de que Cássio não decidiu o que irá disputar em 2022. Independente disso, o ex-senador tem se movimentado nas mídias sociais com lances de quem está pronto para enfrentar uma campanha eleitoral no ano que vem.

Será que Cássio estaria se poupando de um possível desgaste estando ao lado da fina-flor do bolsonarismo paraibano?

Não é um questionamento fora de propósito. Afinal de contas, o que tem de político neste Brasil a fora notoriamente desgastado por em algum momento haver se aliado ao presidente Bolsonaro não está escrito.

João tranquilo
A menor que haja uma reviravolta no quadro, a situação eleitoral do
governador João Azevêdo é bastante tranquila.

Enquanto ele exerce o mais importante cargo público do Estado, tem a caneta, o Diário Oficial, as máquinas azeitadas de A União, pelo menos até agora não apareceu um nome com capacidade real para enfrentá-lo.

Embora não seja prudente se confiar no veneno, os nomes até agora cogitados para destronar João Azevêdo não convencem e nem empolga.

De qualquer forma, tá cedo demais pra tropa de João cantar vantagem.

Pegou mal
Ficou feio para a ex-BBB, Juliette Freire: depois de gravar vídeo condenando o Governo Bolsonaro por tantas mortes ocorridas no Brasil, e engatar um discurso pelo uso de máscaras e distanciamento social, ela aparece num vídeo em meio a uma festança aglomerando e sem máscaras.

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe