Por pbagora.com.br

O Brasil é conhecido como o país do futebol. Até certo ponto isso é belo, lúdico e poético. E por ter “posse” de tal título, expressões idiomáticas, neologismos, metáforas e outras figuras de linguagem estão impregnadas em nosso cotidiano.  “Fominha”, “Papa Tudo”, “ Come Bola” e outros adjetivos pouco convencionais estão à disposição para o público, esteja ele na chamada “geral” ou “cadeira cativa”.

Agora, transferindo o cenário do gramado para suntuosas salas de plenário, é fato concreto que, bem diferente das articulações políticas estaduais, nas quais as famosas “danças das cadeiras” são intensas, deslocando um deputado para o Executivo ou outras tantas manobras legais; no “Coliseum” do cenário federal o tom não está respaldado em grande “Tom” .

Em terras paraibanas, o governador dispõe de um aparato de argumentações e cargos para adequar e colocar o que se chama de “suplente” o gramado da política; como um técnico de uma equipe de futebol. Mas em “terra brasilis” o cenário é outro. Sim, é, a começar pelo gramado do Congresso Nacional.

Poço e posse de vaidades, poder e luxo, quem está lá, naquele cantinho que delibera sobre eu, tu e nós; um “dedinho” de espaço é algo caro, e entenda leitor; caro em todos os pontos de vista e bolso.

Depois da “catucada” intencional, resta-me saber  quem, realmente, tem compromisso com a Paraíba. Compromisso lá pelas bandas de Brasília. Aqueles que têm, realmente, que fiquem. Lutem. Nos representem!

E os que não têm? Bem, aí é outra história, seguida de (estórias) lamentáveis, uma vez que a Paraíba dispõe de bons representantes parlamentares na qualidade de "suplentes", mas que estão no “banco dos réus” firmados pelas urnas “onipotentes” e pouco “oniscientes”.

Agora é prestar a atenção na bancada federal paraibana. E quem for “fominha”, mesmo dono da bola, deve passá-la para alguém mais competente e ético. O regime feudal já se foi há muito. Difícil é convencer nossos representantes que estamos no tempo da “Liberté, Egalité et Fraternité”.

 

Eliabe Castor
PB agora  

Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

Notícias relacionadas

Cícero diz que não recebeu planejamento ou identificação de áreas alagadas de JP

Durante entrevista à Rádio Arapuan FM, o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas) detalhou a força-tarefa que está sendo realizada por secretarias para dirimir os efeitos das fortes chuvas…

Após protesto de músicos, PMJP reafirma importância do cumprimento do decreto

Após protesto realizado por músicos na frente do Centro Administrativo Municipal de João Pessoa, ontem (25), contra os novos decretos estabelecidos pela Prefeitura da Capital e Governo do Estado, a…