Por pbagora.com.br
Foto: Keicy Victor

A bancada das oposições na Assembleia Legislativa da Paraíba já tem pronta, e em plena atividade,um plano de ação e a ferramenta virtual para veicular informações e denúncias capazes de mostrar que a “Paraíba maravilhosa” veiculada na propaganda do Governo do Estado na verdade não existe. Ótimo! Oposição inconformada e atenta é sempre bom. É como imprensa: quanto mais incômoda, mais cumpre o seu verdadeiro papel.

No encontro de quarta-feira da imprensa com o bloco parlamentar das oposições, no Hotel Cabo Branco Atlântico, em João Pessoa, foi apresentado o novo projeto de ação oposicionista, assim como a sua moderna e eficiente plataforma virtual que vai tornar públicas as suas ações. Um instrumento que, diga-se de passagem, possibilita desde já a interação com a sociedade, tanto oferecendo como recebendo da sociedade informações inerentes à finalidade do projeto.

Estamos falando do “Movimento a Paraíba não Cala”, cujo objetivo primordial é prospectar e trazer à tona informações capazes de mostrar que aquela Paraíba parecida com a Suíça, vendida na propaganda oficial do Governo do Estado não é bem assim, segundo eles.

O projeto naturalmente está sujeito ao processo de aperfeiçoamento, de correções eventuais etc. Mas é bom, desde já, que as oposições corrijam uma gravíssima falha, o quanto antes: a falta de um espaço nobre para a apresentação de propostas alternativas às suas próprias críticas e denúncias. Oposição por oposição funciona também, mas o resultado será muito mais produtivo para o Estado e a sociedade se as críticas e as denúncias vierem ancoradas de sugestões e alternativas à solução dos problemas.

Na verdade, para se fazer grande neste projeto, as oposições devem, o quanto antes, apresentar um plano alternativo de Governo, priorizando tudo aquilo que atenda às necessidades mais urgentes dos paraibanos. Nada a toque de caixa. Tudo pensado, discutido, refletido, escrito e protocolado no Palácio da Redenção. Ou, melhor ainda, entregue solenemente ao próprio governador João Azevêdo. Aí, sim, a coisa surtiria um efeito muito mais imediato e impactante.

Por melhor que seja este projeto das oposições, no sentido de trazer à tona uma realidade da Paraíba que, segundo elas, está sob o tapete, se ele estiver limitado à crítica pela crítica, pode incorrer no grave erro do denuncismo vazio e, portanto, cair no descrédito.

A ideia, em si, é muito boa, sem dúvida nenhuma. Servirá de estímulo para as oposições se movimentarem, mediante uma pauta concreta resultado dos fatos que serão apurados; dará mais visibilidade e crédito à ação parlamentar oposicionista etc, e tal. Mas é fundamental que, paralelamente, haja uma pauta positiva de propostas alternativas para solucionar os problemas.

Lava Jato

E Moro, hein?! Está cada vez mais se atolando no lamaçal que eles próprios (o ex-juiz e procuradores federais) cuidaram de fazer. Na verdade, o que estamos vendo – a desmoralização à conta-gotas – apenas vem confirmar o que a grande maioria do povo brasileiro já desconfiava ou sabia: era um jogo de cartas marcadas para impedir a volta de Lula e do PT ao poder.

Imoral

Só num país como o Brasil, em que impera a corrupção e a impunidade, nada acontece a um juiz que põe na cadeia alguém que, estando solto, se elegeria presidente do País; e, depois de eleito o respectivo adversário, este mesmo magistrado seja convocado e aceite ser ministro daquele que se favoreceu do seu ato arbitrário.

No lixo

No mínimo Moro já jogou no lixo a sua carreira. É muito provável que o sonho de ser ministro do STF, como lhe prometeu o presidente Bolsonaro, jamais aconteça, depois de uma mancha de tais proporções na imagem do até recentemente paladino da moralidade Sérgio Moro.

 

Wellington Farias

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Bastidores apontam o porquê do PT nacional rifar Anísio para apoiar RC em JP

Ex-governador teria apalavrado filiação ao PT para garantir palanque a Lula em 2022, causando revolta no PSB nacional A intervenção do PT Nacional para atropelar a executiva municipal em João…

PB Agora/Datavox: Mônica lidera disputa em São Bentinho com 55,2%

Escolhida pela atual prefeita Giovana Leite para disputar a sucessão municipal em São Bentinho, na Paraíba, a ex-tesoureira do município, Mônica Santos (Cidadania), aparece liderando a pesquisa PBAgora/Datavox com 55,2%…