Por pbagora.com.br

O micro-empresário e técnico especialista em Informática Fred Carvalho Correia Lima (na foto ao lado) está desaparecido desde à tarde do dia último dia 17 de julho (um sábado, há mais de duas semanas). Ele foi visto pela última vez no bairro de Intermares, localizado na orla marítima do município de Cabedelo, no começo do litoral norte da Paraíba.

Procurando na Web

Fred – que tem 32 anos de idade – estava vestindo calça jeans, camisa social de manga curta e tênis, tendo saído de casa em uma moto Dafra Speed 150 CC de cor prata. A família está fazendo uma campanha pela Internet, para tentar localizá-lo.

Ajuda pela Internet

Caso alguém o encontre ou saiba de alguma pista sobre onde ele está, no momento, pode entrar em contato pelo telefone: (83) 8610-8928 ou através do e-mail: [email protected]. Pede-se a gentileza de não passar trotes, pois os parentes dele estão realmente muito preocupados com o que possa ter ocorrido ao Fred.

Destino pode ser Piauí

Nesta segunda-feira, no início da noite, surgiu uma informação – ainda não confirmada por fontes oficiais – de que ele estaria bem de saúde, tendo sido localizado no Estado do Piauí. O pai dele viajou à cidade do Recife-PE, mantendo sigilo absoluto sobre o resultado de sua procura em terras pernambucanas.

Família de publicitários

Ele é irmão da jornalista Paula Carvalho (ex-funcionária da agência de publicidade Antares Propaganda), que trabalha atualmente em Brasília-DF, com a ANDI – Agência Nacional dos Direitos da Criança (acesse pelo endereço: www.direitosdacrianca.org.br). Paula atende pessoalmente pelo celular (61) 8108-0103. Ela é sobrinha de Augusto Correia Lima, diretor-regional da Rede Bandeirantes de Televisão no Nordeste, sediado em Natal-RN.

Juventude Cristã

Fred também tem um irmão chamado Léo, que participa do EJC (Encontro de Jovens com Cristo). Outros e-mails para contato são: [email protected] e [email protected].

Polícia está no caso

Segundo Léo, o irmão dele saiu de casa por volta das 15h00 e desde então não deu mais notícias à família. O caso só foi comunicado à Polícia Civil, para início das investigações, quatro dias depois, tendo sido prestada queixa na 10ª Delegacia Distrital, localizada na avenida Nego, em Tambaú.

Twitter, Orkut, Facebook, Hi5, Gazzag…

Os parentes e amigos tomaram a iniciativa de distribuir fotos e mensagens de Fred por meio do Twitter (microblog utilizado como rede social de relacionamento, assim como o Orkut, Facebook, Hi5, Gazzag, etc), pedindo que pessoas anônimas e conhecidas tentem encontrar o rapaz desaparecido, porque todas as outras tentativas de localizá-lo ainda não surtiram efeito.

Nenhum gesto suspeito

Léo detalhou que Fred saiu de casa na manhã do dia 17 de julho para prestar suporte ao computador de um escritório, na Capital paraibana. Ele ainda retornou à sua residência e almoçou junto com a família, sem demonstrar nervosismo ou esboçar qualquer outro tipo de reação estranha ou atitude suspeita que chamasse a atenção das pessoas em sua volta.

Rastreando últimos passos

Por volta das três horas da tarde, ele saiu novamente, dizendo que iria apenas cortar o cabelo, mas não retornou até hoje. No final de semana, as buscas pela Web ganharam o reforço através da mobilização de internautas repassando mensagens por correntes de e-mail.

Na estaca zero

As polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal, também foram comunicadas, inclusive recebendo os números e letras referentes à placa da moto de Fred, mas nem mesmo as equipes de plantão na Operação Manzuá, nas saídas de João Pessoa, obtiveram alguma informação sobre seu paradeiro.

Busca desesperada

Os familiares chegaram ao ato extremo de procurarem por pacientes internados sem identificação nos hospitais locais e também tentaram reconhecer algum corpo entre os cadáveres não identificados recolhidos pelo rabecão da Gerência de Medicina e Odontologia Legal (Gemol), antigo DML, localizado no bairro do Cristo Redentor, sem sucesso.

Comunicação cortada

Fred é solteiro, não tinha namorada, possuía um carro que ficou estacionado na garagem de sua casa e ainda portava sempre dois telefones celulares, que estão desligados desde o sumiço dele. Não há registro de nenhuma tentativa de comunicação com algum amigo, colega de trabalho ou alguém da sua própria família.

O que é Avatar

A respeito da coluna anterior, intitulada “A guerra do Avatar no Twibbon”, muita gente mandou e-mails ou telefonou questionando do que se tratava mesmo a expressão. Abaixo, explico o uso do termo Avatar, com a ajuda do DJ Jorgito, mega-hiper-ultra-super-high entendedor do assunto:

É a cara do dono

Popularmente falando, Avatar é a imagem (foto, caricatura, bonequinho) que representa os internautas no mundo virtual (Twitter, MSN, chats, etc). É, portanto, uma expressão comum do idioma universal “informatiquês” não exclusiva do Twibbon. Para saber disso, basta consultar o link: http://pt.wikipedia.org/wiki/Avatar_(realidade_virtual).

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid-19 causa morte de Dráuzio Macêdo, sindicalista e assessor da CMJP

Morreu na noite de ontem, 02, o ex-sindicalista Dráuzio Rodrigues de Macêdo, de 53 anos, mais uma vitima da Covid-19. Ele trabalhava atualmente na Câmara Municipal de João Pessoa onde…

Paraíba tem quatro prefeitos que podem não tomar posse; no país são 96 no total

Apesar das eleições municipais terem chegado ao fim, na Paraíba ainda pode haver uma reviravolta e quatro municípios estão na corda bamba quanto a posse, ou não, dos gestores que…