O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, cumprimentou o presidente cubano, Raúl Castro, durante o funeral de Nelson Mandela nesta terça-feira, um gesto sem precedentes entre líderes dos dois países que permanecem em impasse diplomático por mais de meio século. Castro sorriu enquanto Obama apertou sua mão a caminho do púlpito onde discursa em homenagem a Mandela.

No discurso, no entanto, Obama criticou líderes que dizem partilhar do legado de liberdade de Madiba, mas não toleram discordâncias de seu próprio povo.

Raúl, por sua vez, ressaltou em seu discurso a proximidade entre Mandela a Revolução Cubana, que inspirou a luta do Congresso Nacional Africano (CNA) contra a apartheid e lembrou a visita de Madiba a Cuba em 1991.

Reuters

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Taciano Diniz diz que continuará neste ano a priorizar ações de saúde e qualidade de vida

Em depoimento via sua assessoria o deputado estadual Taciano Diniz (Avante) disse, em entrevista anteontem, que passou todo o primeiro ano de mandato priorizando ações na área de saúde e…

Governador recebe hoje estudantes selecionados no Giramundo

O governador João Azevêdo participa, nesta segunda-feira (27), da solenidade de pré-embarque dos 300 alunos selecionados no Programa Gira Mundo Estudante em 2019. O evento vai acontecer às 10h, na…