Por pbagora.com.br

Aproveitando o clima de lua-de-mel existente atualmente entre as áreas técnico-administrativas da prefeitura municipal de João Pessoa e do Governo do Estado, o secretário de Infra-Estrutura da PMJP, João Azevedo (na foto ao lado) revelou que pode estar sendo acertada – em breve – uma solução definitiva para a não-construção do polêmico viaduto da avenida Epitácio Pessoa.

Verbas vêm do PAC

A saída encontrada pelos engenheiros comandados pelo próprio prefeito Luciano Agra (PSB) junto com o secretário de Meio Ambiente e recursos Hídricos do Estado, Francisco Jacome Sarmento (responsável pela execução da obra, custeada com recursos do PAC – Plano de Aceleração do Crescimento do Governo Federal), seria a mudança do local da referida obra.

Trocando de lugar

O viaduto passaria a ser utilizado como opção para desafogar o trânsito que desce do centro da cidade em direção à orla marítima da Capital, como na proposta original, mas sendo relocado para outro lugar: a bifurcação entre as avenidas Epitácio Pessoa e Ruy Carneiro, nas imediações do posto de combustíveis antigamente chamado de Free Way.

Rasgando o projeto antigo

O primeiro passo seria descartar a construção do viaduto que seria erguido pelo Estado em frente ao supermercado Pão de Açúcar (logo após o final do muro lateral do Esporte Clube Cabo Branco), na divisa entre os bairros de Tambaú e Miramar, conforme foi planejado, em principio.

Um túnel na Epitácio

O segundo ponto, seria perfurar um túnel no cruzamento da Epitácio com a Rua do Capim, que prosseguiria em direção à Ruy Carneiro, margeando o rio Jaguaribe, mas sem necessitar erguer um viaduto, ponte ou passagem de nível, como imaginado antes pelos arquitetos do Estado.

Duas pernas em ypsilon

Por fim, o viaduto da Ruy Carneiro seria construído na forma de “Y”, para dar vazão em suas duas pernas elevadas ao fluxo de veículos destinado às praias e a estrada de Cabedelo (BR-230, e seu trecho urbano), passando os carros que subiriam na avenida Epitácio Pessoa em direção ao centro, por baixo da obra, logo após sua conclusão, é claro.

Nos tempos do tucanato

Este projeto chegou a ser cogitado pelos ex-secretários de Infra-Estrutura do então prefeito Cícero Lucena (PSDB, entre 1997 e 2004), Saulo Lins (já falecido) e Potengy Lucena (ex-vereador da Capital). João Azevedo me disse que hoje em dia, não existe nenhum esboço ou sequer a planta-baixa dessa obra, nos arquivos na Seinfra municipal.

Jogando confetes em público

Pelo sim, pelo não, o titular da Seinfra-JP vem rasgando elogios publicamente ao diálogo retomado com alguns órgãos estaduais, como a Suplan e a Cagepa, sendo retribuído no mesmo tom pelo secretário Sarmento, que em todo lugar aonde chega bate palmas para o prefeito socialista Luciano Agra.

Destravando a malha viária

Ou seja: bastou o ex-prefeito Ricardo Coutinho (PSB) deixar a cadeira de mandatário-chefe no Paço Municipal e no Centro Administrativo de Água Fria, para os arquitetos e engenheiros da prefeitura e do Governo do Estado chegarem a um denominador comum, sem a política partidária para atrapalhar. Pelo menos desta vez…

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Jackson confirma recuo da decisão da nacional de expulsar Anísio do PT

Passado o primeiro turno das eleições municipais em João Pessoa, o presidente da executiva estadual do PT na Paraíba, Jackson Macedo disse que vai dissuadir a direção nacional de expulsar…

Wilson Filho lança revista detalhando sua atuação parlamentar na ALPB durante o primeiro biênio

O deputado estadual Wilson Filho (PTB) lançou nesta semana, nas plataformas digitais, revista que detalha a sua atuação na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) durante o primeiro biênio. <<<Confira aqui…