“Fake News são notícias falsas publicadas por veículos de comunicação como se fossem informações reais. Esse tipo de texto, em sua maior parte, é feito e divulgado com o objetivo de legitimar um ponto de vista ou prejudicar uma pessoa ou grupo (geralmente figuras públicas)”.  

 

A afirmação não parte da minha pessoa. Essa foi “abduzida” na página do Brasil Escola. Contudo, numa busca mais detalhada, respostas sobre tal expediente são similares. Dito isso, não morro de paixões pelo ex-governador Ricardo Coutinho, tampouco tenho ódio. Tenho, apenas, que dar mérito, enquanto cidadão, à sua gestão como ex- chefe do Executivo paraibano.

 

Pondo um ponto pausado, e já partindo no “trem das onze”, Ricardo Coutinho, ou “Mago”, como queiram, foi vítima de “fake news” na manhã desta terça-feira. Pior: a mais vil, quando alguns colegas da imprensa “levantaram a lebre” infundada contra sua honra.

 

Mentiram os tais por questões de recebimento em cifrões, ou pela “ingenuidade” posta no muro das lamentações. Não buscaram fontes confiáveis. Não era esse o propósito. 

 

 É crível, imperioso e afirmativo; a dita “fake news” é câncer desestabilizador de uma sociedade que, no mundo dos “bytes”, a torna como ser supremo e irrevogável, ou quase.

 

Sobre a atitude de Ricardo Coutinho processar quem propagou ou criou as “fakes”, que se estendeu a passos largos pelo “zap”, alguns blogs e até sites, dando como realidade absoluta que a Operação Calvário efetivou buscas na sua casa e, também, na residência do secretário do Planejamento, Waldson Souza, é direito que o assiste.

 

Por fim, em tempos de informações falsas, instantâneas ou “plantadas” de forma intencional, vale a velha máxima do bom jornalismo: checar as fontes. O resto é dinheiro no bolso dos que ganham com mentiras  na dita imprensa “marrom” paraibana.

 

Eliabe Castor   

PB Agora

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

7 x 0: TRE-PB rejeita ação de Janduhy e mantém Felipe Leitão na ALPB

Em um placar unânime, o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) rejeitou, em julgamento nesta quinta-feira (5), o pedido do ex-deputado e presidente estadual do Patriota, Janduhy Carneiro, para que…

“Acredito que não seja provável”, diz Bruno sobre bater chapa com Tovar

“Se é possível é, mas não acredito que seja provável nem que seja necessário”. A declaração é do chefe de gabinete da prefeitura de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (sem…