A Paraíba o tempo todo  |

O Globo: filho de Marcelo Queiroga se coloca como despachante do MS para turbinar candidatura federal

Filho do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o estudante de medicina Antônio Cristovão Neto, conhecido como Queiroguinha (PL), intermediou algumas demandas de cidades da Paraíba, estado onde ele é pré-candidato a deputado federal. De acordo com reportagem do jornal O Globo, publicada nesta quarta-feira (8), na semana passada, Queiroguinha levou três governantes municipais à sede do Ministério da Saúde, em Brasília (DF), para uma reunião com o ministro Marcelo Queiroga. O grupo saiu de lá com R$ 1,250 milhão previstos para suas cidades.

Um dos participantes do encontro, que ocorreu na noite da quinta-feira (2) passada e não constou na agenda do ministro, foi o prefeito de São José da Lagoa Tapada, no sertão paraibano, Cláudio Antônio Marques, o Coloral (PSDB).

O chefe do Executivo municipal pediu ao ministério dinheiro para a compra de equipamentos como aparelhos de raio-X e de ultrassonografia, além da construção de um laboratório na cidade. “Sou amigo do Queiroguinha. Ele convidou para ir lá (na sede do Ministério da Saúde) e eu fui”, disse Coloral, que afirmou ter garantido R$ 1 milhão para sua cidade.

De acordo com o prefeito, os pedidos foram imediatamente cadastrados no sistema da pasta e estão em fase de análise da área técnica do Fundo Nacional de Saúde (FNS), fase que antecede a transferência para a conta da prefeitura.

Após toda repercussão, a Procuradoria-Geral da República (PGR) recebeu uma representação em que o PSB pede que o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, seja investigado por suspeita de improbidade administrativa e infração à legislação eleitoral por conta dessa atuação do filho do ministro.

O partido, que faz oposição ao governo de Jair Bolsonaro, também apresentou um requerimento para que o ministro seja convocado a prestar esclarecimentos sobre o episódio na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe