Por pbagora.com.br

“Vai deixar de ser homem, hein?” ou “Cuidado para não gostar e querer ir ao consultório todo dia”. Essas frases, tão comuns entre os homens, só comprova que exame de prevenção ao câncer de próstata ainda é um tabu, envolvido de muito preconceito e machismo.  Ao contrário do que dizem, o exame de próstata não modifica a orientação sexual de ninguém, mas, a falta de cuidados preventivos pode custar a vida. E é pensando nessa quebra de tabus e reforçando a importância da prevenção contra essa doença que a Assembleia Legislativa da Paraíba, neste mês de novembro, levanta a bandeira azul para alertar a sociedade sobre a importância deste tema.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a cada 38 minutos um homem morre devido a complicações do câncer de próstata, sendo a segunda maior causa de morte oncológica nos homens. Em dez anos, 139 mil homens morreram no Brasil em decorrência da doença. Cento e trinta e nove mil homens que, por medo da “zoação”, sentiram-se constrangidos em realizar o exame e perderam a chance do diagnóstico e do tratamento precoce da doença, o que poderia aumentar as chances de cura em 95%.

Para ajudar as pessoas a entenderem a doença e reforçar a importância dos cuidados preventivos, a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) elaborou uma série de ações. Durante todo este mês de novembro, a fachada da ALPB ficará iluminada com a cor azul. Além disso, o portal da Assembleia (www.al.pb.leg.br) também mudou de cor para alertar sobre a campanha e nas redes sociais da Casa o assunto está sendo abordado durante todo o mês com informações sobre a importância do diagnóstico precoce.

A TV Assembleia também abraçou a causa e está com o tema em destaque na sua programação. Durante o programa “Vida Saúde”, é possível conferir uma série de reportagens sobre a doença, importância de cuidados preventivos, sintomas e tratamento. Já no “Viva Saúde”, o urologista e diretor Geral do Hospital Laureano, Thiago Lins, e o urologista e diretor da Urologia do Hospital Laureano, Fábio Martínez, esclarecem dúvidas sobre o exame de toque e sobre os cuidados necessários para prevenir a doença.

“Os homens precisam aprender com as mulheres: visitar seu médico e ter um médico que possa acompanhar alterações fisiológicas. Nós nos expomos mais e nos cuidamos menos. É preciso mudar essa cultura”, alertou o urologista Fábio Martínez.

“É preciso falar sempre sobre o assunto. Só com informação conseguiremos mudar a realidade atual”, reforçou o presidente da ALPB, Adriano Galdino. A iniciativa da Casa é uma maneira de chamar atenção para o combate à doença e para a quebra de tabus sobre o exame de toque.

TV ASSEMBLEIA

A TV Assembleia é exibida através do canal 8.2 (TV aberta na Grande João Pessoa) 14.2 (Patos e Região – TV aberta), 15.2 (Campina Grande e Região – TV aberta ) pelo canal 11 na net e 340.2, na Sky, GVT e Claro. Você também pode acompanhar a programação completa pelo canal do youtube.com/legislativopb e pelo @assembleiapb no Instagram.

Redação com ALPB

Notícias relacionadas

Levantamento do PB Agora contabiliza 10 nomes cotados para disputar única vaga da Paraíba no Senado em 2022

Um levantamento feito pela reportagem do PB Agora contabilizou ao menos dez nomes cotados para ingressar na disputa pela única vaga da Paraíba no Senado Federal nas eleições de 2022.…