Filiado em novo partido aos 45” do 2º tempo e com três fortes concorrentes, deputado nega temer reeleição

Depois de trocar o PSDB pelo PEN e, de forma surpreendente, ingressar no PSD aos ‘45” do 2º tempo’, o deputado estadual João Gonçalves abriu o jogo e revelou, nesta terça-feira (15), em entrevista ao PB Agora, que não está preocupado nem com a concorrência dentro da nova casa e tampouco com o coeficiente eleitoral exigido pela nova sigla na disputa pela reeleição a uma vaga na Casa de Epitácio Pessoa em 2014.

Mesmo com três concorrentes de peso dentro do PSD, são eles, os deputados Manoel Ludgério (atual secretário de RC) e Eva Gouveia (esposa do vice-governador Rômulo Gouveia) e ainda a vereadora Raíssa Lacerda (presidente do PSD/JP), Gonçalves entregou nas mãos de Deus e do povo seu futuro político.
Indagado pelo PB Agora se na atual conjuntura, sua reeleição estaria prejudicada, diante dos quadros que o PSD possui, o parlamentar mandou o recado.

“A discussão de voto quem manda é Deus e a população, mas acredito que voto dá pra todo mundo e ainda sobra, essa questão de legenda, isso depende da população, não existe mandatos carimbados, ou que sejam eleitos antecipadamente”, disse.

Para Gonçalves, a população não deve permitir que se venda ou se compre votos para os maus políticos.
Ao ser questionado se estaria tranquilo quanto à reeleição, Gonçalves se mostrou confiante no resultado da sua atuação política.

“O que eu estou tranquilo é com meu trabalho, meu dia a dia, nunca tirei férias, nunca entrei de recesso, trabalho de domingo a domingo, o meu gabinete é único do Brasil que não tem divisória, é tudo aberto para o povo, procuro servir e trabalhar, agora a reeleição não depende de mim, depende de Deus e da população e eu confio nos dois”, asseverou.



Henrique Lima/ Márcia Dias


PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

TRF-5 deve retomar julgamento de processo contra Enivaldo Ribeiro

Nos próximo 15 dias deverá ser retomado, pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5), o julgamento do processo da Operação Sanguessuga envolvendo o vice-prefeito de Campina Grande, Enivaldo Ribeiro.…

MPF ajuíza ação de improbidade contra prefeito do Sertão

O Ministério Público Federal (MPF) em Patos (PB) ajuizou ação de improbidade contra Aldo Lustosa, prefeito de Imaculada, município localizado no Sertão paraibano; mais oito pessoas (Dineudes Possidônio, Madson Lustosa,…