O deputado federal Wilson Santiago (PTB), declarou que continua discordando e trabalhando na Câmara Federal para que seja retirado do texto da reforma da previdência os idosos a partir de 65 anos e os trabalhadores rurais.

O parlamentar ressalta que apresentou voto que preserva o direito dessas classes de continuar com o benefício da maneira que é atualmente.

“Discordando dessa proposta nós apresentamos um voto em separado. Este voto preserva os direitos do velhinho de 65 ao acesso da aposentadoria no atual sistema existente e também o direito dos trabalhadores rurais no mesmo sistema que hoje existe. Esse voto passou a ser a segunda opção na votação onde foi apreciado inicialmente o voto do relator, agora na segunda fase continuaremos defendendo a retirada da reforma do beneficio de prestação continuada e também do trabalhador rural permanecendo da mesma forma que está” explicou.

Wilson Santiago ainda reforçou que se o país precisa da reforma, que ela atinja primeiramente os mais privilegiados.

“Se o Brasil precisa, como o próprio governo diz, de melhorar a previdência e aumentar a arrecadação vamos tirar direitos dos privilegiados, dos que estão acima do teto, dos que não tem o tempo necessário para se aposentar e se aposentam com tempo integral, nós temos que focar em quem tem o que dar e não prejudicar quem já é prejudicado pelo próprio destino e pela própria natureza” arrematou.

VEJA O VÍDEO:

PB Agora

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vereador diz que declarações de Alexandre do Sindicato é “Reflexo da Operação Famintos”

Integrante da bancada de oposição na Câmara Municipal de Campina Grande, o vereador Galego do Leite (Podemos) reagiu as declarações do vereador e vice-líder da situação  Alexandre do Sindicato (PHS),…

Rosas admite mágoa e lamenta forma como RC tomou PSB

Considerado o  maior e leal amigo do ex governador Ricardo Coutinho, o ex presidente do PSB, Edvaldo Rosas, quebrou o silêncio e lamentou a forma como o socialista tentou assumir…