Após a deputada estadual Estela Bezerra (PSB) ser citada na Operação Calvário e ter colocado seus sigilos bancário, patrimonial e telefônico à disposição da Justiça, para que, segundo ela, tudo seja esclarecido, o líder do governo João Azevêdo (PSB) na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), deputado Ricardo Barbosa (PSB) disse não temer que outros parlamentares de situação também sejam citados na referida Operação.

Mas, ainda de acordo com Barbosa, caso sejam, o colega terá que fazer como Estela e dar explicações à ALPB e aos paraibanos.

“Não há porque ter temor, se for citado quem quer que seja, terá que dar as explicações à Casa e ao povo” disse.

Barbosa ainda declarou que os rumos das investigações não têm impactado o governo, que segue o trabalho. Ele disse ainda que nada seja tão grave a ponto de “engessar” a máquina pública paraibana.

“Azevêdo tem priorizado a pauta dos investimentos, das obras, das ações, então o governo segue andando e nada nos impacta presentemente e espero que nada seja tão grave para engessar o governo que continua firme e a Assembleia também. Nossa torcida é para que haja a superação dessa crise, a Paraíba espera e confia que o estado continue crescendo, pois, mesmo sendo um dos menores estados somos um dos mais equilibrados e organizados fiscal e financeiramente de toda a federação. É pra isso que nós temos que torcer, que crise nenhuma seja maior do que a nossa Paraíba e que o desenvolvimento do nosso estado possa seguir adiante e firme” concluiu.

OUÇA

PB Agora

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Nome para sucessão na PMJP deve ser anunciado após o carnaval, diz Cartaxo

Nesta terça-feira (19), o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), bateu o martelo com relação a data em que irá revelar o nome do seu sucessor nas eleições municipais…

Saúde da PB contará com mais de R$ 1,2 bilhão em recursos para 2020

Em audiência pública ontem (19) na Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba (ALPB) o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, que a previsão do orçamento para o próximo ano…