Em live no Facebook nesta sexta-feira (12), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) disse que não está preocupado com as críticas que vem recebendo desde que informou que cogita indicar o seu filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), como embaixador do Brasil nos Estados Unidos.

Bolsonaro disse que não se trata de nepotismo e defendeu o currículo do filho afirmando que ele fala inglês fluentemente, que já visitou a Europa e que acabou de casar. “Quanto a crítica, não estou preocupado com crítica”, disse, afirmando que parte da imprensa “está dando uma ‘lenhadinha’ na gente”.

E continuou: “Quando ele viaja para o mundo todo, fala inglês fluentemente, fala espanhol, já foi a vários países da Europa, conhece a família do Donald Trump, tem liberdade e amizade com seus filhos, não é um aventureiro. Acabou de casar, inclusive”, justificou.

Bolsonaro ainda chegou a defender que o país teria melhor tratamento sendo um embaixador e filho de um presidente. “O tratamento é diferenciado.”

Bolsonaro disse que ainda não bateu o martelo sobre o assunto, e que vai esperar “o momento certo” para decidir se, de fato, indicará o filho.

O presidente disse ainda que o apoio do ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, “não porque é meu filho”, mas “porque conhece o Eduardo.

 

Brasil 247

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Efraim Filho rebate petista e diz que recebeu garantia de ministro da continuidade de recursos para a Transposição

Em rebate ao que disse o deputado federal paraibano Frei Anastácio (PT) criticou o decreto de número 9954/2019, assinado por Jair Bolsonaro, no dia 5 de setembro, que dispõe sobre…

Audiência proposta por paraibano alerta para privatização de estatais

A Comissão de Legislação Participativa, colegiado presidido pelo petista Leonardo Monteiro (MG), anunciou que fará uma audiência pública para debater as consequências da privatização de 17 empresas estatais, que foi…