Pré-candidato a prefeito de Campina Grande pelo PSL e atual presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) da cidade, Artur Bolinha, fez uso das suas redes sociais na noite da última sexta-feira (24), para anunciar seu rompimento político com o governo do presidente Jair Bolsonaro, devido à demissão do hoje ex-ministro da Justiça Sergio Moro. Bolinha era considerado na cidade como um dos mais árduos defensores do presidente e esperava ser o candidato apoiado por Bolsonaro na cidade.

“Infelizmente todo o conceito que levou Bolsonaro ao governo, de compromisso contra a corrupção ficou extremamente abalado. Moro pra mim é um verdadeiro herói brasileiro”, disse Bolinha num post, nas suas redes sociais. Noutra postagem Artur revela: “A partir de hoje não defendo mais o Governo. Com a saída de Moro, saiu junto na cota política, ética e moral dele”, comentou.

Desde 2019, Bolinha esperava o apoio de Bolsonaro para a sua postulação a prefeitura de Campina, apoio esse que nunca veio e que sempre sinalizava para o grupo do atual prefeito. O presidente estadual do seu partido PSL, o deputado federal Julian Lemos, também rompeu anteriormente com Bolsonaro.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Covid-19 mata o ex-deputado e ex-prefeito de Patos Dinaldo Wanderley

A cidade de Patos amanheceu neste domingo (24) com uma triste notícia.  faleceu por volta das 6h10min , no Hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa, o ex-prefeito de…

Filho de Dinaldo Wanderley revela que corpo do seu pai vai ser cremado

Por meio das redes sociais o filho do ex-prefeito e ex-deputado estadual Dinaldo Wanderley, Dinaldinho Wanderley disse que o corpo de seu pai, será cremado em João Pessoa, em cerimônia…