Por pbagora.com.br

O advogado do pré-candidato Cícero Lucena (Progressistas), Bruno Nóbrega, declarou durante entrevista à Rádio Correio nesta sexta-feira (09), que a decisão da Justiça em deferir a candidatura do progressista sem ressalvas, rejeitando o pedido de impugnação protocolado por Wallber Virgolino (Patriota), foi justa e que a escolha para o próximo prefeito de João Pessoa deve ser feita através do voto e não através da Justiça.

“Essa decisão fez justiça concedendo o registro de candidatura de Cícero e agora vai ficar para a população decidir no voto, nada de tapetão” sentenciou.

Além de deferir a candidatura de Cícero Lucena, a Justiça também condenou a coligação de Wallber Virgolino por litigância de má-fé,  e ao pagamento do valor correspondente a três salários-mínimos em favor de Cícero Lucena.

A defesa de Wallber também declarou que irá recorrer da decisão.

Confira a sentença no link: Cícero – Sentença Deferimento Registro (3)

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Análise: o fenômeno Mikika e a possível renovação na Câmara Municipal de JP

A história é sábia. Quando algo não vem dando certo, passa-se dias, centenas de anos ou milênios, “milênios no ar”, como falou Chico Buarque na sua bela canção “Futuros Amantes”.…

MARI: Justiça indefere registro de candidatura da chapa do Progressistas

A Justiça Eleitoral indeferiu o pedido de registro de candidatura para prefeito e vice-prefeito pelo Progressistas na cidade de Mari. De acordo com a decisão da juíza Andrea Costa Dantas…