O deputado Rômulo Gouveia fez um duro discurso, na tribuna da Câmara Federal, na tarde desta quarta-feira, numa reação direta a pronunciamento do colega Vital do Rêgo Filho (PMDB), que fez críticas ao governador Cássio Cunha Lima por estar, segundo ele, tentando interferir na votação do processo de cassação no Tribunal Superior Eleitoral.

Acusando Vital Filho de transformar a tribuna da Casa num “palanque eletrônico”, no qual nos últimos dias ficam “batendo numa tecla só: a cassação do governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima”, o deputado Rômulo Gouveia lamentou a postura do outro representante da Paraíba na Câmara dos Deputados. “Esquecem eles, que o processo tramita no Tribunal Superior Eleitoral e não nesta Casa”, destacou Gouveia..”E é lá que deverá ser julgado de acordo com os autos e a defesa apresentada pelo governador, onde restou provada a sua inocência diante da acusação de uso da máquina em período vedado pela justiça eleitoral. Não, não é nesta Casa que discursos provocativos e vazios, eivados de ranço, rancor e ódio irão interferir nas decisões dos ministros daquele Tribunal”.

Em matéria publicada no Jornal da Câmara, o deputado Vital Filho revelou-se estar preocupado “com a possibilidade de o governador da Paraíba, Cássio Cunha Lima, que teve o mandato cassado pelo TSE, conseguir manter-se no cargo”. Na mesma reportagem, Vitalzinho chega a dizer que “recebeu informações sobre ações políticas pela anulação da cassação de jornalista ligado ao próprio governador”. E foi mais além; “As ações incluiriam contatos políticos e novas apelações junto à Justiça. O deputado reafirmou que tem confiança nos tribunais superiores de que a decisão seja mantida e o governador perca o seu mandato”.

Visivelmente indignado, Rômulo Gouveia chamou a atenção para esse tipo de postura canhestra do parlamentar da oposição, de utilizar a tribuna da Câmara “para divulgar factóides, numa vã tentativa de querer interferir em decisões judiciais”. E concluiu: “Querer fazer crer que existem ou irão existir interferências externas nos julgamentos dos tribunais superiores, além de colocar em dúvida a honra, a retidão e a probidade dos ministros do TSE, é também duvidar da própria justiça”.

Para Rômulo Gouveia, contudo, isso não chega a ser uma surpresa na prática das oposições na Paraíba. “São bravatas e bravatas. Plantam mentiras, esperando que se transformem, pela repetição, em verdades”.

Na conclusão de seu pronunciamento, o deputado Rômulo Gouveia destacou algumas matérias divulgadas recentemente sobre o caos administrativo da Prefeitura de Campina Grande, administrada pelo prefeito Veneziano Vital do Rêgo, irmão do deputado Vital Filho. Citou a constatação, pelo Tribunal de Contas do Estado, das irregularidades no Escândalo da Maranata”; a autorização da Justiça para que seja divulgado o relatório da empresa fraudulenta que atuou nas eleições passadas e, finalmente, a decisão judicial que impôe à prefeitura campinense o pagamento de débito de R$ 12 milhões por contas atrasadas de água
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

2020: deputado aliado de João defende a unificação da oposição em CG

Pré candidato a prefeito de Campina Grande, o deputado estadual Inácio Falcão (PCdoB), defendeu, nesse fim de semana, a unificação da oposição para enfrentar o candidato a ser apresentado pelo…

Galdino faz apelo ao MP por mais tempo para gestores extinguir lixões

Em recente entrevista à imprensa o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) deputado Adriano Galdino (PSB), assumiu o apelo dos prefeitos do Litoral Norte do Estado, que alegando falta…