A recente avalanche de acusações e até mesmo insultos contra gestores públicos tem ganhado espaço na Assembleia Legislativa da Paraíba e, como consequência, vem ferindo reputações e honras, em uma espécie de condenação prévia e execração pública de agentes que ainda estão em processo do exercício de defesa para provar sua inocência.

Diante desse quadro, tido como cruel, o deputado estadual Hervázio Bezerra (PSB) acabou usando a tribuna, essa semana, para dar uma espécie de lição sobre o exercício do respeito para com o próximo.

O parlamentar usou o caso mais recente, da ex-secretária Livânia Farias, que se encontra em prisão preventiva por conta de uma investigação no âmbito da Operação Calvário, e lamentou a falta de sensibilidade não apenas com a situação dela, mas, sobretudo, com a dos filhos da ex-auxiliar da gestão, dois adolescentes que não têm como defender a mãe e que são atingidos pela metralhadora de críticas, acusações e desrespeito direcionados à genitora.

“Debate na honra dói demais. O que têm feito alguns companheiros com uma mulher que vem num sofrimento terrível como Livânia Farias é cruel, imagine o sofrimento dos filhos de dela”, ressaltou.

Hervázio lembrou que tem conhecimento de problemas na justiça enfretados por parentes dele e dos colegas e, justamente por respeito, evita comentar, deixando para a justiça o seu papel de se fazer justiça.

“Aqui nesta casa eu sempre disse que muitas vezes parentes de deputados enfrentaram ou enfrentam problema na justiça. Diziam que não comentávamos, que era medo, conluio, era frouxidão, e eu digo aqui, era respeito, porque o que está na justiça se resolve na justiça, em vez disso, o que se vê agora é um verdadeiro escárnio. É um debate que não estou querendo fazer, não é pro frouxura não, mas é porque toda ação provoca uma reação. Nenhum de nós fez qualquer comentário numa pré-campanha, por exemplo, mas por respeito a dor do colega, isso não dar o direito de querer tripudiar em cima de qualquer companheiro”, emendou.

O parlamentar, que por duas vezes foi líder do Governo na Casa, apelou para que os colegas não transformassem a Casa em uma arena ou campo de batalha.

“Como vamos viver? Falar sobre os temas é normal, mas questão de justiça se resolve na justiça. Cada um que faça uma reflexão e dimensione o sofrimento dessa cidadã que tem relevantes serviços prestados ao estado. Não pode haver ninguém que não se constranja a fazer esse debate. É doloroso, cruel. Não acho que na política valha a pena tudo. Acho que honra, sofrimento, no mínimo que temos que fazer é respeitar e deixar que a justiça, julgue condene ou absolva”, arrematou.

 

PB Agora

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Opinião: as eleições de 2020 serão marcadas pela polarização, pondo o povo como vítima de uma ‘guerra’ que não é dele

As eleições de 2020 na Paraíba terão sabor e cheiro de polarização política. Uma postura maléfica para o estado e, claro, a todos os eleitores interessados em boas propostas relativas…

Vené confirma encontro com João para definir futuro partidário

Participando do evento que formalizou as pré-candidaturas de Wilson Filho, PTB e Ana Cláudia Vital, Podemos, para concorrerem à PMJP e PMCG respectivamente, o senador Veneziano Vital não poupou elogios…