Por pbagora.com.br

Muitos eleitores de Campina Grande escolheram o período da tarde para votar. Em diversos locais de votação, filas formam formadas faltando menos de 1h para o encerramento do pleito. No Colégio Estadual da Prata, onde mais de 7 mil eleitores votam, o movimento foi tranquilo na parte da manhã, mas foi intensificado no período da tarde. Um eleitor fotografou o voto na urna, e teve o título e o celular apreendido. Ele vai responder por crime eleitoral.
As eleições transcorrem em clima de normalidade em Campina Grande, o segundo maior colégio eleitoral do Estado com quase 300 mil eleitores.
Na Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), a movimentação dos eleitores também aumento na tarde.

Os cinco candidatos à Prefeitura de Campina Grande votaram até antes das 13h deste domingo (15). Veja abaixo onde e que horas votaram os candidatos.

O deputado estadual Inácio Falcão (PCdoB) foi o primeiro dos candidatos a prefeito a votar em Campina Grande. Inácio votou em uma escola no bairro do Alto Branco, por volta das 10h.
Em entrevista à imprensa, o candidato disse acreditar que Campina Grande escolherá uma nova liderança para o município ainda no primeiro turno.

Entretanto, Inácio afirmou que, caso esteja no segundo turno, trabalhará incansavelmente durante a campanha.

– Estou trabalhando para ganhar no primeiro turno, mas se não for no primeiro turno, vamos trabalhar incansavelmente para que possamos mudar a história de Campina Grande no segundo turno – concluiu.

A advogada Ana Cláudia Vital (Podemos) foi a segunda candidata a prefeita a votar. Ana Cláudia votou em uma faculdade particular no Centro, por volta das 10h30.
“Minhas palavras são de gratidão a toda Campina Grande, por ter entendido as nossas propostas e por saber que nós apresentamos um novo modelo de gestão, com novas soluções” afirmou Ana.

,
Ana estava acompanhada do candidato a vice, Wellington Silva Barbosa (DEM), e do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB).

O empresário Bruno Cunha Lima (PSD) foi o terceiro dos candidatos a prefeito a votar em Campina Grande. Bruno votou no CCJ da UEPB, no Centro, por volta das 11h.
Em entrevista aos jornalistas, no prédio da Faculdade de Direito da UEPB, Bruno destacou os dias de caminhada, afirmando que não precisou atingir seus adversários e que fez política olhando olho no olho das pessoas.

– Foi uma campanha em que tivemos a oportunidade de apresentar nossos projetos, as nossas propostas com olho no olho, conversando com as pessoas, apresentando verdade, falando de forma sincera, de forma aberta, sem precisar denegrir a imagem de ninguém. São esses sentimentos que nos trazem ao dia da eleição, com pessoas manifestando espontaneamente o desejo de levar campina rumo ao futuro – frisou.

Ainda falando sobre a eleição, Bruno fez um agradecimento ao prefeito Romero Rodrigues (PSD), que encerra este ano seu segundo mandato na cidade.

– A palavra de hoje é gratidão a Deus, aos amigos, à equipe, aos eleitores, ao prefeito Romero e a todos que tem contribuído para que a gente chegue a esse dia com expectativa de vitória – apontou.

O empresário Artur Bolinha (PSL) foi o quarto dos candidatos a prefeito a votar em Campina Grande. Artur votou no CCJ da UEPB, no Centro, por volta das 11h15.
– A expectativa é a melhor possível. Fizemos uma campanha propositiva e mostrando o que pretendemos fazer para Campina Grande – disse.

Em entrevista à imprensa no local de votação, ele comentou sobre a decisão do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), que acolheu os embargos de declaração apresentados pela coligação “Povo forte, cidade livre”, referentes ao registro de candidatura da vice Annelise Meneguesso (PSL).

– O momento mais difícil, na verdade, foi quando saiu a decisão do TRE indeferindo a candidatura da doutora Annelise, não por questões de comprometimento da nossa chapa, mas pela injustiça que estava sendo feita a ela. O mais feliz foi quando saiu a decisão revertendo (o indeferimento) – ressaltou.

O advogado Olímpio Rocha (PSOL) foi o quinto e último dos candidatos a prefeito a votar em Campina Grande. Olímpio votou em um colégio particular, no Centro, por volta das 12h50.

– A partir de 2021 teremos um governo pró-democracia e antinegacionista. Vamos ter um governo que será voltado para o povo de Campina Grande – disse.

Em entrevista à imprensa, Olímpio frisou que, se eleito, vai priorizar a população e a preservação dos direitos humanos. Ele disse que vai se reunir na casa de um dos coordenadores de sua campanha ainda neste domingo para fazer uma avaliação e se planejar, caso ele esteja em um possível segundo turno.

Severino Lopes
PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Aberto ao diálogo: Marcílio do HBE não descarta marchar na base de Cícero

O vereador Marcílio do HBE, eleito em João Pessoa pelo Patriotas, afirmou com todas as palavras que seu posicionamento na Câmara, seja de oposição ou governista, dependerá do prefeito eleito…

Volta às aulas: Adufpb critica MEC e cobra testagem e segurança sanitária

A portaria do MEC, determinando o retorno das aulas presenciais nas entidades de ensino superior, gerou reação na comunidade acadêmica.  O presidente do Sindicato dos Professores da UFPB (Adufpb), Fernando…