Por pbagora.com.br

O vereador carioca Carlos Bolsonaro (PSL) disse que muitos dos que se aproximaram recentemente do seu pai nunca estiveram preocupados em mudar a política brasileira e já usaram o presidente eleito Jair Bolsonaro como “papel higiênico”. O comentário foi publicado pelo vereador, responsável pelas redes sociais do pai durante a campanha, no Twitter.

“Tem muita gente que já usou Bolsonaro de papel higiênico. Depois do milagre, tudo segue como sempre foi na política brasileira. Cabe à população agora ficar alerta porque a ‘nova política’ e tentativa de mudança de muitos nunca existiu verdadeiramente, infelizmente!”, escreveu.

“Usar o bom senso e se envolver faz parte do amadurecimento. As mensagens são postas. O principal é fazer parte de um desenvolvimento de reflexão! Se o voto foi bem dado, ok, se não, reflitamos! Simples. Afinal quem elege é a população! Boa sorte para o Brasil sempre!”, emendou.

Em publicação feita no dia do aniversário do segundo filho, o presidente eleito o chamou de seu "Pitbull" e disse que nada os separará.

Morte e desavenças

Esta não é a primeira vez que Carlos publica mensagem crítica sobre aliados do pai. No final de novembro, ele escreveu também no Twitter que a morte do presidente eleito "não interessava apenas aos seus inimigos declarados, mas também aos que estão muito perto”. “Principalmente após a sua posse! É fácil mapear uma pessoa transparente e voluntariosa. Sempre fiz minha parte exaustivamente. Pensem e entendam todo o enredo diário!”, publicou o vereador.

Carlos deixou a equipe de transição após se desentender com o futuro ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, que presidiu o PSL durante a campanha eleitoral. Em outra publicação nas redes sociais, ele fez críticas diretas ao deputado eleito Julian Lemos (PSL-PB), a quem acusou de tentar se promover às custas do seu pai.

“Julian Lemos, a pessoa que tem se colocado como coordenador de Bolsonaro no Nordeste, não é e nunca foi! Detalhes creio que todos sabem!”, postou.

Julian respondeu ao vereador com a publicação de um vídeo no Instagram em que o próprio Bolsonaro o apresenta como seu coordenador no Nordeste. Também escreveu uma mensagem com recado direto a Carlos. “Na minha casa o que meu pai falava era respeitado, na minha casa eu aprendi honrar pai e mãe, só assim eu poderia ser feliz é ter paz, hoje percebo porque tenho filhos e uma esposa linda e vivo em paz. ‘Um homem quando está em paz não quer guerra com ninguém. Se for possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens. Romanos 12:18’”, retrucou.

 

Congresso em Foco
Foto: Agência Brasil

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Notícias relacionadas

Após protesto de músicos, PMJP reafirma importância do cumprimento do decreto

Após protesto realizado por músicos na frente do Centro Administrativo Municipal de João Pessoa, ontem (25), contra os novos decretos estabelecidos pela Prefeitura da Capital e Governo do Estado, a…

Viúva de Zé Maranhão reforça afeto com senador Veneziano e família

Por meio das redes sociais do ex-governador e ex-senador José Maranhão, vítima dos efeitos da Covid-19, sua esposa a desembargadora Fátima Bezerra Maranhão, postou um artigo, onde detalha os sentimentos…