Por pbagora.com.br

No âmbito da Operação Andaime, deflagrada em 2015, o Ministério Público Federal (MPF) solicitou a quebra do sigilo bancário e fiscal do ex-prefeito de Santa Cruz (PB), Raimundo Antunes.

De acordo com o órgão, existe a suspeita da sua participação em organização criminosa acusada de fraudar licitações, superfaturar obras e serviços, peculato e corrupção passiva.

A solicitação veio após o MPF, no decorrer das investigações, apreender anotações em agendas de empresários da região de Cajazeiras, que ganharam algumas licitações no município entre 2013 a 2015.

A Andaime investiga vários empresários e ex-secretários municipais, inclusive da cidade de Santa Cruz .

A Operação Andaime já vai na sua quarta fase e é resultado de ações conjuntas do MPF com o Ministério Público Estadual (MPPB), da Controladoria-Geral da União (CGU) e Polícia Federal.

Ao todo 16 prefeituras no Alto Sertão da Paraíba são alvos de investigações.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Opinião: sem pressa para decidir futuro partidário, Nilvan segue no MDB apenas como ‘observador’

Após ter sido derrotado nas eleições de 2020 na disputa pela prefeitura de João Pessoa, o radialista Nilvan Ferreira (MDB) – ferrenho oposicionista da gestão estadual – viu seu principal…

João publicará novo decreto com medidas mais rígidas para combater coronavírus e restrição de circulação nos finais de semana ganha força

Com o aumento preocupante do número de casos, mortes e internações em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na Paraíba em decorrência da Covid-19, um novo decreto com medidas…