MP da PB ingressa com ação contra ex-prefeito de São José de Piranhas por improbidade

O município usou veículos com finalidade exclusiva de transportar estudantes para condução de doentes aos municípios vizinhos

O Ministério Público da Paraíba ingressou com uma ação civil pública contra o ex-prefeito de São José de Piranhas (a 492 quilômetros de João Pessoa), José Ferreira de Carvalho, por ato de improbidade administrativa. Segundo o promotor Osvaldo Lopes, o município usou veículos com finalidade exclusiva de transportar estudantes para condução de doentes aos municípios vizinhos, bem como para a realização de passeios em balneários e em outras atividades distintas do convênio.

De acordo com o promotor, foi instaurado, em 2009, um procedimento administrativo para apurar desvio de finalidade na utilização de veículos adquiridos com recursos provenientes do convênio celebrado entre o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e o Município de São José de Piranhas.

“O convênio tinha como finalidade, segundo estabelecido em sua cláusula primeira, a transferência de recursos financeiros, para aquisição de veículos automotores destinados aos transportes dos estudantes, matriculados no ensino público fundamental, das redes municipal e/ou estadual, residentes prioritariamente na zona rural”, disse o promotor.

O município adquiriu com os recursos um micro-ônibus, modelo 1998, com capacidade para 16 pessoas e uma camioneta modelo 1999. “O ex-prefeito substituiu os adesivos do MEC e do FNDE, estampados nas fachadas dos veículos automotores pelo logotipo da Prefeitura Municipal de São José de Piranhas. Pelo que se colheu dos autos, restou demonstrado que os veículos serviram para transportar doentes para as cidades de Sousa e João Pessoa e pra outras atividades não contempladas pelo convenio com o FNDE, como passeios a balneários”, explicou.

Assessoria
 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Ex-prefeito de Catingueira é condenado por crime de estelionato

O ex-prefeito do município de Catingueira, José Edivan Félix, foi condenado a uma pena de três anos, nove meses e 15 dias de reclusão, por desvio de verbas municipais em…

Saiba como se dá escolha de candidatos para eleições municipais

Não há eleições ordinárias em 2019, mas a Justiça Eleitoral e os partidos políticos já estão em plena preparação para as Eleições Municipais de 2020. Essa antecipação se justifica pelo…