Por pbagora.com.br

 O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro(PP), disse nesta terça-feira
(17/09), durante o lançamento da nova campanha de trânsito, que mostrar
casos reais de pessoas com sequelas dos acidentes no trânsito é uma forma
de conscientizar os motoristas sobre a necessidade de respeitar às regras
ao volante. “A campanha mostra histórias de pessoas que estão passando por
processo de reabilitação. Essas experiências devem servir de exemplos de
transformação na vida de outras pessoas”, disse o ministro ao lado do
ministro da Previdência, Garibaldi Alves, entre outras autoridades.

A ideia da campanha desenvolvida pelo publicitário Fábio Ludwig é mostrar
que uma vitima de acidente de trânsito, na maioria dos casos, tem que
reaprender a gestos simples como andar, falar e comer. “Aprender a andar.
Aprender a comer. Aprender a falar. Só é natural na primeira vez”, diz o
slogan da campanha.

Durante a apresentação do vídeo com as histórias dos três personagens, o
ministro Aguinaldo Ribeiro se emocionou: “Nós temos endurecido bastante
nossos filmes. Isso é bom para as pessoas terem a dimensão do que acontece
na vida de uma pessoa com sequelas de um acidente de trânsito. É uma luta
muito grande para toda a família”, disse o ministro lembrando que filmes em
outros países são muito mais duros do que o proposto.

O filme relata o caso de João Santos que perdeu a esposa e uma das pernas
em um acidente de moto. Ele está reapreendendo a andar. A outra personagem
é Wellen Nascimento, universitária, que passou dois anos em coma após um
acidente e hoje se comunica apenas com o piscar dos olhos. Também conta o
caso de Andrea Mello. Ela dormiu ao volante e busca superar as atividades
de locomoção e comunicação com terapia. “O que estamos tratando aqui é o
comportamento e isso só muda com a palavra chave que nós temos insistido
que é a consciência. Consciência é fundamental.”, destacou Aguinaldo.

O tema da campanha é “Álcool, outras drogas e a segurança no trânsito:
efeitos, responsabilidade e escolhas”. Esta ação do Ministério das Cidades
é parte da Semana Nacional de Trânsito 2013, que acontece de 18 a 25 de
setembro e também do Pacto Nacional Pela Redução de Acidentes (Parada: Um
Pacto pela Vida), iniciativa do Governo Federal que visa reduzir em 50% o
número de acidentes, entre 2011 e 2020.

Durante o lançamento da campanha, o ministro lembrou os três eixos do
Parada: educação, fiscalização e sensibilização. A educação no trânsito na
infância é, segundo o ministro, para formar um adulto mais consciente. A
fiscalização completa a educação a partir da averiguação do efetivo
cumprimento das leis de trânsito. A sensibilização é a prática de ações
para chamar atenção da sociedade sobre dirigir com responsabilidade e
prudência.

De acordo com a Diretora Geral da Polícia Rodoviária Federal, Maria Alice
Nascimento Souza, os dados comprovam que após a intensificação de campanhas
educativas como o Parada o número de mortos e feridos no trânsito diminuiu.
Segundo ela, nos últimos dois anos, houve uma redução 15% de feridos graves
e 10% de mortes nas rodovias federais do país.

Também estiveram presentes no evento o Diretor do Departamento Nacional de
Trânsito Antônio Cláudio Portella, Coordenador-Geral do Samu do Distrito
Federal, médico Rodrigo Caselli e diversos parlamentares.

 

Ascom

Notícias relacionadas

Vídeo: Sem máscara, Bolsonaro é barrado em churrasquinho: “pode não”

Em uma de suas saídas pela periferia de Brasília, no último sábado (10/4), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), recebeu uma resposta inusitada, em uma barraca que vende partes de…