Por pbagora.com.br

Ministro do STF descarta julgamento de candidatos barrados pela Ficha Limpa este ano e Wilson Santiago deverá ser diplomado Senador ao lado de Vital

Apesar de todas as “pressões” feitas por cassistas via meios de comunicação para “forçar” que os poderes judiciais julgassem procedente o registro de candidatura do ex-governador, eleito Senador no pleito deste ano, Cássio Cunha Lima (PSDB), o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Cesar Peluso declarou na manhã desta segunda-feira, (22), em entrevista a Rádio Justiça, que a Corte não julgará mais nenhum caso referente à Lei Ficha Limpa este ano.

O que abre precedente para que o terceiro colocado nas eleições 2010, no Estado da Paraíba, seja diplomado a vaga de Senador. Neste caso, o candidato Wilson Santiago (PMDB).

Como o prazo para a diplomação no Senado vai ser no dia 17 de dezembro, os tão propalados discursos dos advogados de Cássio caíram por terra. A expectativa é que a Corte agora aguarde a nomeação de um novo Ministro para desempatar a votação. A proposta partiu do presidente do STF, Cesar Peluzo.

Peluso já havia proposto aguardar a nomeação do ministro que substituirá Eros Grau. “A sociedade sabe que estamos num impasse”, diz.

TSE: Ainda sobre o processo de Cássio Cunha Lima, o presidente da Corte, ministro Ricardo Lewandowski poderá decidir nas próximas horas se o recurso de Cássio ao STF será permitido ou não, pois cabe a ele o termo de admissibilidade.

 

Simone Duarte

PB Agora
 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Cartaxo apresenta amanhã, às 11h, dados da gestão e equipe de transição

O prefeito Luciano Cartaxo apresenta nesta quarta-feira (2), a partir das 11h, no auditório do Paço Municipal, no Centro, os dados relativos a gestão da Prefeitura de João Pessoa e…

Presidente do PT da Paraíba lamenta saldo negativo do partido nas eleições 2020

Em entrevista a imprensa paraibana o presidente estadual do PT Jackson Macedo, foi indagado a se pronunciar sobre o resultado das eleições 2020, na Paraíba para a sigla. Segundo ele,…