Após duas derrotas seguidas nas eleições municipais em Campina Grande (2012 e 2016), o MDB garante seguir na busca pelo protagonismo na rainha da Borborema. Agora sob o comando da ex-secretária de Saúde Tatiana Medeiros, a sigla pretende reestruturar o partido para as eleições de 2020.

Convidada a assumir o diretório do partido em CG pelo senador José Maranhão, presidente estadual da legenda, Tatiana defende que o MDB tenha no município a relevância que possui na história do país. “Campina Grande tem uma importância extrema dentro do Nordeste. E Campina não poderia ficar com um partido da estirpe do MDB sem um comando municipal”, argumentou.

O foco da nova presidente é, segundo ela, fazer com que o MDB lance candidato à prefeitura de Campina Grande no próximo pleito. Tatiana garante que a sigla possui nomes para o cargo. “O MDB sempre teve candidatura própria. A orientação e o objetivo do senador José Maranhão é que o MDB em Campina Grande tenha, logicamente, candidatura própria. Nós temos nomes que podem e são competitivos, como o do vereador Olímpio Oliveira, que é um cidadão que em muito nos honra por sua história limpa. Também tem o nome do ex-vereador Metuselá Agra. E meu nome também está à disposição”, afirmou

A entrevista foi concedida à Rádio Correio FM.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Deputadas de oposição elogiam campanha da gestão João Azevêdo

A campanha de combate à importunação sexual no carnaval “Meu corpo não é sua folia” lançada recentemente pela Rede de Proteção às Mulheres em Situação de Violência na Paraíba (Reamcav),…

Em nota, Sindicato dos Jornalistas reage à tentativa de CPI contra Imprensa

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Paraíba reagiu, através de nota, à tentativa do deputado estadual Wallber Virgolino de instaurar uma CPI contra a Imprensa na ALPB. Segundo…