Em meio ao tumulto gerado com a chegada da presidente eleita Dilma Rousseff no hall do hotel onde está hospedada em Seul, na Coreia do Sul, um menino de nove anos com a bandeira do Brasil em mãos chamou a atenção.

Dilma está no país para participar da reunião do G20.

Ele aguardava para cumprimentar Dilma e conseguiu tirar uma foto com ela.

Brasileiro, Fábio Schneider mora há quatro anos na Coréia do Sul. Saiu do Brasil por causa do trabalho do pai, que é funcionário de uma multinacional e foi transferido para o país asiático.

Há dois anos, o menino decidiu que quer ser presidente do Brasil quando crescer. “Quero ser presidente porque vejo que existem muitas coisas para melhorar no Brasil”, disse, para a surpresa de todos. Fábio afirmou que sua principal proposta como pré-candidato mirim ao mais alto cargo do país é construir escolas públicas nas áreas mais pobres do país.

“Vou fazer uma pesquisa para saber quais os lugares que mais precisam de escolas e vou construir”, disse.

Apesar de ter apenas nove anos de idade, ele já percebeu a dificuldade de concretizar propostas de governo. “Eu tinha vários projetos, mas alguns ficaram no caminho, porque vi que era difícil de fazer acontecer. Tinha pensado em acabar com o desmatamento na Amazônia, mas acho que não dá.”

O menino também conseguiu autógrafo e uma foto com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

G1

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

“O que eu pretendo é ser expulso” dispara Moacir sobre imbróglio no PSL

Não é de hoje que o deputado estadual Moacir Rodrigues (PSL) vem vivendo um imbróglio dentro da sigla na Paraíba. A celeuma entre ele e o presidente do partido na…

Bruno afirma ter apoio de vereadores de Romero para disputar PMCG

Prestes a se encontrar com o ex senador Cássio Cunha Lima (PSDB), para discutir a sucessão municipal de 2020, o ex-deputado Bruno Cunha Lima, e atual secretário-chefe do Gabinete do…