Por pbagora.com.br

 Renan Palmeira, presidente do Movimento Espírito Lilás (MEL), comentou nesta quinta-feira (01) o projeto que foi sugerido pelo deputado Hervázio Bezerra (PSB) prevendo a inclusão de casais homoafetivos entre os candidatos ao recebimento de moradias pela Companhia Estadual de Habitação Popular CEHAP. A ação foi veementemente negada pelos outros políticos da casa em sessão extraordinária na última quarta-feira (30).

“Foi um erro grotesco! A comunidade LGBT, assim como qualquer cidadão, também merece políticas públicas que garantam seus direitos”, disse.

Um dos principais argumentos usados pelos que votaram contra o projeto é que casais homossexuais não formam uma família. Daniella Ribeiro (PP), por exemplo, disse defender a família criada por Deus. Já Tovar Correia Lima (PSDB) foi ainda mais enfático ao afirmar “não podemos ser governado por minorias”.

“O projeto foi negado meramente pelo discurso de ódio, do discurso comum e vai de encontro às últimas decisões do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL (STF)”, opinou Renan.

Casais homossexuais já podem se inscrever para receber casas populares pela CEHAP, porém acabam ficando no ‘final da fila’ de prioridades que prefere famílias com dependentes (crianças ou idosos) e chefiadas por mulheres. A Diretoria Presidente da Companhia, Emília Correia Lima contou que essas pessoas acabam cadastrando-se como solteiros, já que o fato de ter um companheiro ou companheira não os coloca em posição mais privilegiada que uma pessoa realmente solteira cadastrarem-se como solteiros, ao invés de inscrever também seu companheiro ou companheira.

“Nossas assistentes sociais são instruídas a incentivar o cadastro como casal, mas na hora da seleção casais homossexuais acabam sendo prejudicados”, contou Emília.

 

Redação com Paraiba.com

Notícias relacionadas

Galdino quer Avante na vice de João, mas ressalta que escolha cabe ao governador

O presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o deputado Adriano Galdino, afirmou, nesta sexta-feira (14), durante entrevista ao programa Rede Verdade, da TV Arapuan, que o governador João Azevêdo…

Na PB, PSOL aponta prejuízos para servidores com reforma administrativa

O ex-presidente estadual do PSOL, Fabiano Galdino, comentou postura de deputado paraibano contra a PEC 32, que discute a Reforma Administrativa na Câmara dos Deputados. Em seu perfil nas redes…