Por pbagora.com.br

A iminência de uma terceira onda de casos de Covid-19 na Paraíba tem se tornado cada dia mais possível, sobretudo por conta da mudança comportamental da população do interior do estado, que tem ignorado o uso da máscara, da higienização das mãos, aliado aos registros de aglomeração. Para explicar os motivos do mais recente decreto estadual que ampliou as restrições de mobilidade urbana, fruto do aumento de casos na Paraíba, o secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, detalhou o aumento do fator ‘R’

“A Paraíba, 14 dias atrás [no fim do mês passado], apresentava um R, que é o índice de duplicação viral, de 0,98. Hoje, temos um R de 1,01. Isto é, 100 pessoas contaminadas contaminam mais 101 paraibanos”, disse Geraldo Medeiros.

O secretário fez ainda o seguinte alerta: “Poderemos ter um incremento nos meses de junho e julho de casos novos confirmados e de mortes”, destacando que o governo já alertava há quatro semanas sobre esta possibilidade de uma terceira onda. “Nos municípios pequenos quase ninguém usa máscara e nos municípios maiores também há comportamentos de risco. Uma parcela substancial da sociedade continua sem entender que o novo coronavírus tem a característica de alta propagação”, comentou.

Redação

Notícias relacionadas

Aguinaldo Ribeiro recebe prefeitos de Tacima e Conde e reforça parceria

O deputado federal e líder da Maioria no Congresso, Aguinaldo Ribeiro (Progressistas), recebeu nessa sexta-feira (11) a visita de gestores municipais paraibanos no intuito de debater parcerias e traçar melhorias…

Efraim parabeniza grupo Rio Alto por investimentos bilionários na Paraíba

Cumprindo agenda no estado da Paraíba, o deputado federal Efraim Filho recebeu em seu escritório político representantes da “Rio Alto Energias Renováveis”, grande investidora de energias renováveis, principalmente energia solar,…