O arcebispo emérito da Paraíba, Dom Marcelo Carvalheira, sofreu um duro golpe com a ascensão do Governo Maranhão. Um veículo do Governo do Estado que estava à disposição do líder religioso, que servia principalmente para transportá-lo em tratamento de saúde realizado periodicamente, foi tomado de forma sumária pela Secretaria de Administração Estadual.

Com atuação há mais de três décadas em João Pessoa, onde desenvolveu um trabalho marcante de atenção às comunidades carentes, Dom Marcelo Carvalheira passou a ter o veículo disponibilizado para seu tratamento de saúde no governo anterior, por iniciativa do governador Cássio Cunha Lima. O combustível, no entanto, não era bancado pelo governo.

A informação foi também divulgada, com destaque, na edição desta sexta-feira do Jornal do Comércio, de Pernambuco.

Dom Marcelo Carvalheira reside atualmente no Mosteiro São Bento, em Recife. Ao longo de sua carreira na Igreja Católica, ele foi Bispo Auxiliar da Paraíba (1975-1981); Bispo de Guarabira (1981-1995); membro da Comissão Episcopal de Pastoral da CNBB Nacional (1987-1991 e 1995-1998); Vice-Presidente da CNBB Nacional (1998 a 2004); Participante do Sínodo dos Bispos sobre os Leigos; Participante da Conferência do Episcopado Latino-americano em Santo Domingo; Delegado à Assembléia Especial do Sínodo dos Bispos para a América por eleição da Assembléia da CNBB e confirmado pelo Papa João Paulo II (1997); Arcebispo da Paraíba-PB (1995-2004).

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Justiça mantém para 4 de abril prazo para filiação de partidos e nega pedido do PP

O Plenário da Corte do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve a data de 4 de abril como limite para filiação a um partido político visando concorrer às eleições municipais de…

Efraim Filho reforça torcida por manutenção de Mandetta na Saúde

O deputado federal Efraim Filho descartou a possibilidade de demissão do ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta. Mandetta tem se mostrado eficaz e necessário diante do enfrentamento à pandemia causada…