O governador José Maranhão (PMDB) lidera, com bastante folga, a lista dos candidatos com maior índice de rejeição na disputa pelo Governo do Estado, nas eleições de 2010, segundo a pesquisa do Instituto Opinião/PB Agora. Em praticamente todas as categorias (faixa etária, escolaridade e renda familiar), Maranhão reúne os maiores índices de entrevistados que não votariam de jeito nenhum para governador, com 23,2%.

A maior rejeição de Maranhão é entre os jovens (16 a 24 anos), com 26,2% e, com 25,2%, entre os de média idade (35 a 44). Também dispõe de um índice muito alto entre os estudantes de ensino médio (24,6%) e entre aqueles com renda entre 3 a 5 salários mínimos.

Nas regiões pesquisadas, o maior índice de rejeição de José Maranhão é no Agreste, com 27,1%, onde estão incluídas Campina Grande e região, além do brejo e parte do curimataú.

Em outras duas regiões, o fenômeno de rejeição se repete. Na Borborema (23,6%) e no Sertão (26,3%).

Só na região da Zona da Mata, o governador Maranhão consegue ficar em segundo lugar (18%). O senador Cícero Lucena (PSDB) o supera em rejeição (21,2%).

Cícero Lucena desponta como segundo colocado no levantamento feito sobre rejeição entre os candidatos (16,9%), seguido de Efraim Morais (11,0%), Luiz Couto (7,0%), Ricardo Coutinho (5,0%) e Veneziano Vital do Rêgo (4,3%).

 

 


PB Agora

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Para jornal francês, Congresso é casa de “300 ladrões com título de doutor”

Em longo artigo sobre a composição e a atuação do Congresso Nacional, o jornal francês Le Monde Diplomatique traça um perfil pouco edificante da maior casa do poder legislativo brasileiro.…

Nabor defende união de forças da classe política após renúncia de prefeito de Patos

Após a renúncia ao cargo de prefeito pelo interino Sales Júnior, no município de Patos, o deputado estadual Nabor Wanderley destacou a necessidade de união em prol da cidade. Sales…